Carreira

Ministra anuncia instituto federal de ensino em Lucas do Rio Verde

Kátia Abreu participou do início da colheita do milho safrinha no município de MT

Ministra anuncia instituto federal de ensino em Lucas do Rio Verde

José Cruz/Agência Brasil

 Em visita a Lucas do Rio Verde, a ministra Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) anunciou a criação de um instituto federal de ensino voltado para técnicas em agropecuária. Ela participou da solenidade que marcou o início da colheita do milho safrinha na região, uma das maiores produtoras de grãos do país.
O instituto federal de ensino técnico mais próximo de Lucas do Rio Verde é o de Cuiabá, distante 350 quilômetros. “Vamos implantar cursos mais modernos e atuais nos institutos federais, como automação, agricultura de precisão, plantio de florestas. Precisamos melhorar, agregar tecnologia na formação dos jovens˜, afirmou a ministra, nessa sábado (13), à plateia de produtores locais.
A ministra também anunciou que a Superintendência Federal de Agricultura no Mato Grosso terá uma unidade na cidade.
“Teremos em Lucas do Rio Verde uma unidade da Superintendência Federal para que o Mapa fique mais próximo de vocês.  Precisamos inverter a ordem das coisas: nós somos os empregados e vocês os patrões. O poder público deve servir o contribuinte”, disse. Em ato simbólico pela abertura da colheita, a ministra operou uma colheitadeira de milho em uma propriedade próxima à Fundação Rio Verde, local da cerimônia.

Infraestrutura – Os produtores manifestaram à ministra preocupação com a BR-163,  rodovia importante para escoamento da produção local de grãos. Kátia Abreu afirmou que o governo vai asfaltar os 120 quilômetros que permanecem sem pavimentação até Miritituba. “O Mato Grosso não teve acompanhamento da infraestrutura de logística em paralelo ao seu desenvolvimento. Mas nunca é tarde para continuarmos lutando”, afirmou a ministra. “A presidente Dilma Rousseff vai asfaltar o trecho que está em condições precárias”, completou.

Kátia Abreu destacou ainda a importância da ferrovia que ligará Lucas do Rio Verde a Miritituba (PA), que consta do Programa de Investimentos em Logística.
“O grande alento da região é a ferrovia de Lucas do Rio Verde, passando em Sinop até Miritituba, para alcançarmos o canal do Panamá para a China e Roterdã, hoje é uma das saídas mais viáveis do pais é essa ferrovia juntamente com a rodovia”, disse a ministra.

Embrapa –  Em Sinop (MT), a ministra visitou a Embrapa Agrossilvipastoril – unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – ao lado do presidente do órgão, Maurício Antônio Lopes. O centro de pesquisa, considerado o mais moderno do pais, coordena de 350 atividades e estuda 15 cadeias produtivas. A unidade tem como foco sistemas produtivos integrados – integração lavoura-pecuária-floresta (iLPF). A Embrapa Agrossilvipastoril tem área rural de 10,200m² e abriga mais de 75 pesquisadores de diversos institutos de ciências biológicas do país e do exterior que atuam na geração de tecnologias para a região. Fonte: Ascom.