Economia

Em agosto, saldo está positivo com US$ 593 milhões

Nos sete dias úteis, Brasil exportou US$ 6,777 bilhões

Nos sete dias úteis de agosto (1° a 12), as exportações brasileiras somaram US$ 6,777 bilhões, com média diária de US$ 968,1 milhões. Pela média, o resultado é 0,5% menor que o verificado em agosto de 2012 (US$ 973,1 milhões). Neste comparativo, cresceram as vendas de produtos básicos (6,7%), por conta, principalmente, de minério de cobre, soja em grão, bovinos vivos, e carne de frango, bovina e suína. As vendas de produtos manufaturados (-7,4%) tiveram queda em razão de aviões, motores e geradores, veículos de carga, laminados planos, óleos combustíveis, bombas e compressores, pneumáticos e autopeças. Nos semimanufaturados (-6,8%) o recuo foi causado, especialmente, por quedas de ouro em forma semimanufaturada, ferro-ligas, óleo de soja em bruto, ferro fundido e alumínio em bruto. Em relação à média de julho deste ano (US$ 904,7 milhões), houve alta de 7% nas exportações, com crescimento nas vendas de semimanufaturados (16,6%) e básicos (15,3%), enquanto decresceram as de manufaturados (-4,5%).

As importações, em agosto, chegam a US$ 6,184 bilhões e registraram média diária de US$ 883,4 milhões. Com esse desempenho, houve aumento de 6% na comparação com agosto do ano passado (US$ 833 milhões). Houve elevação,
principalmente, nas aquisições de cereais e produtos de moagem (33%), combustíveis e lubrificantes (26,5%), farmacêuticos (18,9%), cobre e suas obras (15,7%), instrumentos de ótica e precisão (15,2%), borracha e obras (11,5%), equipamentos mecânicos (10,5%), e plásticos e obras (15,3%).

Na comparação com a média de julho deste ano (US$ 983 milhões), houve queda de 10,5%, com redução nas despesas de combustíveis e lubrificantes (-52,4%), instrumentos de ótica e precisão (-4,9%), aparelhos eletroeletrônicos (-4,6%) e siderúrgicos (-2,1%).

O saldo comercial de agosto está superavitário em US$ 593 milhões (média diária de US$ 84,8 milhões). Já a corrente de comércio, nas duas primeiras semanas do mês, alcançou US$ 12,961 bilhões (média de US$ 1,851 bilhão). Pelo desempenho diário, houve aumento de 2,5% no comparativo com agosto passado (US$ 1,806 bilhão) e retração de 2,1% na relação com julho último (US$ 1,891 bilhão).

De janeiro à segunda semana de agosto deste ano (153 dias úteis), as vendas ao exterior somaram US$ 142,007 bilhões (média diária de US$ 928,2 milhões). Na comparação com a média diária do período equivalente de 2012 (US$ 942,3 milhões), as exportações retrocederam em 1,5%. As importações foram de US$ 146,403 bilhões, com média diária de US$ 956,9 milhões. O valor está 10,2% acima da média registrada no período correspondente de 2012 (US$ 868,2 milhões).

No acumulado do ano, o saldo da balança comercial está deficitário em US$ 4.396 bilhões, com resultado médio diário negativo de US$ 28,7 milhões. No período equivalente de 2012, o saldo foi positivo em US$ 11,483 bilhões, com média diária de US$ 74,1 milhões. A corrente de comércio soma, em 2013, US$ 288,410 bilhões, com desempenho diário de US$ 1,885 bilhão. O valor é 4,1% maior que a média aferida no período correspondente do ano passado (US$
1,810 bilhão).

EM TEMPO: sua empresa já se inscreveu no Prêmio AS MELHORES DA DINHEIRO RURAL? Não perca a chance de entrar no ranking corporativo mais completo do AGRONEGÓCIO no País, que escolhe A EMPRESA DO ANO e as campeãs em mais de 30 subsetores ligados ao campo. Faltam poucos dias para terminarem as incrições.
Acesse o link www.asmelhoresdadinheirorural.com.br e boa sorte!