Tecnologia

FAEAL alerta produtor rural para prazo da declaração da vacinação da aftosa

O criador tem o dia 15 de junho para fazer a declaração e atualizar os dados cadastrais

FAEAL alerta produtor rural para prazo da declaração da vacinação da aftosa

CAMPANHA DE ERRADICAÇão: aplicação de vacina contra a febre aftosa em fazenda do Espírito Santo

Com o fim da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária no Estado de Alagoas (FAEAL), Álvaro Almeida alerta aos produtores rurais para não deixar de fazer a declaração nos escritórios da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas – Adeal.

“É importante que os companheiros cumpram com as suas obrigações que é vacinar o rebanho, declarar e só transitar com animais com a Guia de Trânsito Animal (GTA) para evitar prejuízos para o segmento e, em consequência, para Alagoas”, declarou Álvaro Almeida.

Segundo o presidente da FAEAL, o criador tem o dia 15 de junho para fazer a declaração e atualizar os dados cadastrais nas unidades locais do órgão de defesa alagoano.

A Adeal alerta aos criadores alagoanos que, apesar de não serem vacinados, ovinos; caprinos e suínos precisam ser declarados.

De acordo com a agência de defesa agropecuária, para fazer a declaração, documento que comprova oficialmente que os animais foram vacinados, o produtor rural deve levar nota fiscal da compra das vacinas, além dos documentos pessoais de identificação.

Quem não declara fica impedido de retirar GTA, sem poder circular com os animais, além de estar sujeito ao pagamento de multa, entre outras penalidades previstas na lei. Fonte: Ascom.