Artigo

Suplementação para vacas em estação de monta é tema de palestra

Evento ocorre no dia 1º de dezembro, em Colina (SP), na Fazenda do Governo do Estado de São Paulo

A Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), vinculada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, promove no próximo dia 1º de dezembro, a 8ª edição do Dia de Tecnologia no Campo APTA Regional de Colina (SP), na Fazenda do Governo (como é conhecida a Estação Experimental na região), a partir das 11h30. O evento, que deve reunir cerca de 200 participantes, ocorre em parceria com a Nutreco Brasil, por meio da Bellman, sua marca de suplementação para bovinos que há mais de dez anos atua com a APTA, uma das instituições mais respeitadas no cenário 
agropecuário brasileiro. 

Entre os temas a serem abordados, o Supervisor de Treinamento Técnico da Bellman/Nutreco Brasil, o zootecnista João Marcos Beltrame Benatti, ministrará sobre “Suplementação para vacas em estação de monta”, já que no início de 2015 a Bellman iniciará o trabalho de suplementação com 80 matrizes na Fazenda do Governo, visando o melhor rendimento na cria, que geralmente é o segmento com rentabilidade mais baixa em bovinos de corte devido aos baixos índices reprodutivos das propriedades. E uma forma de melhorar a rentabilidade é investir em nutrição para as vacas. “A suplementação possibilita melhorar o escore corporal e assim reduzir o tempo em balanço energético negativo, fatores determinantes para uma nova gestação desse animal. Além disso, vacas que emprenham mais cedo desmamam bezerros mais pesados. Por isso, lançar mão do uso de tecnologia incrementa o peso dos bezerros”, explica o Supervisor de Treinamento Técnico da Nutreco Brasil. 

Durante a palestra, o zootecnista irá falar sobre a eficácia comprovada no uso de BellMais Fertilidade, suplemento mineral de alta tecnologia enriquecido com gordura protegida, que reduz as perdas embrionárias ocorridas, principalmente, nos primeiros 45 dias de estação e aumenta o número de animais que emprenham no início da estação de monta.”Vários experimentos foram conduzidos com o objetivos de comprovar a eficácia do BellMais Fertilidade. Os resultados mostram melhora de 10 pontos percentuais na taxa de prenhez na IATF, redução no numero de doses de sêmen por vaca, 9 
a 15 pontos percentuais na taxa de prenhez de animais em monta natural e maior concentração da concepção nos primeiros meses de estação, permitindo encurtá-la”, destaca o zootecnista. 

A proposta do Dia de Tecnologia no Campo é levar ao pecuarista e técnicos o que há de mais moderno no mercado, baseado em experimentos que comprovam a eficácia da suplementação. Segundo o Diretor Técnico da Bellman, Marco Balsalobre, a missão é ajudar a identificar os sistemas mais adequados e rentáveis a cada uma das propriedades dos clientes, proporcionando a eles melhores resultados. “É importante essa interação da Nutreco Brasil com a APTA, que leva os produtores para verem o desempenho positivo na prática. A empresa está atenta à necessidade de se envolver com o ambiente acadêmico e desenvolver pesquisas de seus produtos antes de colocá-los no mercado”, salienta Balsalobre.

Na programação ainda estão previstas quatro apresentações. Uma delas será ministrada pela equipe de pesquisa APTA de Colina e falará sobre o histórico da parceria APTA-Colina e Bellman nos oitos anos de experimentos, entre 2006 e 2014 e trará a temática “O que eu fiz com minha recria na seca e o que devo fazer nas águas”. Também serão abordados “Ferramentas para terminação de machos inteiros nas águas”, “Uso de levedura na nutrição de bovinos de corte”, com Marcos Branco, Gerente Técnico Comercial LeSaffre e, para fechar a programação “@+ Lucrativa: programa de assistência e financiamento a
suplementação e terminação, buscando animais comno máximo 24 meses e 18@ acima”, com Marina Dal Coleto, do departamento de compra de gado Minerva Foods.

A Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) tem a missão de coordenar e gerenciar as atividades de ciência e tecnologia voltadas para o agronegócio. Sua estrutura compreende os Institutos Agronômico (IAC), Biológico (IB), Economia Agrícola (IEA), Pesca (IP), Tecnologia de Alimentos (ITAL) e Zootecnia (IZ) e 15 Pólos Regionais distribuídos estrategicamente no Estado de São Paulo, bem como o Departamento de Gestão Estratégica (DGE). As Instituições de Pesquisa da APTA atendem à demanda tecnológica das várias cadeias de produção do agronegócio, utilizando seu potencial de geração e
transferência de conhecimento, numa visão de desenvolvimento sustentado (foco na inovação com responsabilidade social e ambiental). Para isso, estão respaldadas pela capacitação profissional de seus pesquisadores e técnicos. Por meio de suas atividades de pesquisa e produção de bens e serviços, as Instituições da APTA contribuem para o desenvolvimento regional, para a inovação científica e tecnológica e para o fortalecimento da economia baseada no agronegócio.