No mundo dos leilões

Selo Racial chega a faturamento de R$ 3,36 milhões

Leilão realizado em Uruguaiana teve como destaque as médias e o volume de animais vendidos

Selo Racial chega a faturamento de R$ 3,36 milhões

TrajanoSilva

O tradicional leilão Selo Racial e Reserva Especial, realizado nesta sexta-feira, 30 de setembro, chegou a um faturamento de R$ 3,36 milhões. O remate, organizado pelas cabanhas Cia. Azul, Corticeira, Rincon Del Sarandy, Tradição Azul e Ave Maria, e realizado na sede da Cia.Azul, em Uruguaiana (RS), comercializou 476 lotes de touros e fêmeas das raças Angus, Brangus, Hereford e Braford.

O leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, que foi o promotor das vendas no dia, salienta que foram muito importantes o volume de animais comercializados e a média alcançada. Afirma que a venda do Reserva Especial registrou números muito bons e os animais ofertados foram especiais. “O leilão foi um sucesso com um faturamento superior ao Selo Racial do ano passado”, destaca Silva.

O remate teve média geral de R$ 7,06 mil por lote. A raça Braford fechou com R$ 7,45 mil de média, sendo R$ 10,9 mil nos touros e R$ 4,85 mil nos ventres, enquanto a raça Angus teve média de R$ 6,94 mil, com os touros em R$ 10,3 mil e os ventres em R$ 4,31 mil. Já a raça Brangus terminou com média de R$ 5,48 mil – R$ 9,13 mil nos touros e R$ 3,2 mil nas fêmeas e a raça Hereford com média a R$ 5,97 mil, sendo R$ 8,1 mil nos touros e R$ 4,5 mil nos ventres.

O grande destaque foi o touro da raça Angus de tatuagem TE 2624, da Geração 2014 da Cia Azul, que teve uma cota de 50% comercializada por R$ 45 mil. Fonte: Rejane Costa/AgroEffective