Carreira

Número de pessoas ocupadas no mercado de trabalho do agronegócio é o maior desde 2016

O total de empregados no setor atingiu 18,41 milhões de pessoas

Crédito: Arquivo Dinheiro Rural/ Arco Ankosqui

O agronegócio é um dos segmentos mais pujantes, disse Damaso do BC (Crédito: Arquivo Dinheiro Rural/ Arco Ankosqui)

Após duas quedas trimestrais consecutivas, a População Ocupada (PO) no agronegócio cresceu 1,78% no terceiro trimestre de 2018 quando comparado aos três meses anteriores, segundo indicam pesquisas do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, com base em dados da PNAD Contínua, do IBGE.

Em termos absolutos, o total de empregados no setor agro atingiu 18,41 milhões de pessoas, número que não era observado desde o segundo trimestre de 2016. Já a evolução do contingente de trabalhadores do País foi de 1,52% no mesmo período. Com isso, a participação do setor agro no total de ocupados no Brasil foi de 19,88% no período de julho a setembro de 2018.

Ao analisar as variações no número de pessoas ocupadas registradas entre os segmentos que compõem o agronegócio, no período destacado (entre o segundo e o terceiro trimestres), houve crescimento para as atividades realizadas no segmento primário, ou “dentro da porteira” (3,12%), para os agrosserviços (1,25%) e para a indústria de insumos (0,36%). Já para a agroindústria processadora, o resultado foi de leve queda de 0,21% no número de pessoal ocupado.

Quanto aos ramos, pesquisadores do Cepea indicam que tanto a agricultura quanto a pecuária contribuíram para o aumento do número de ocupados atuando no segmento primário e, consequentemente, no agronegócio como um todo. Especificamente, nota-se que as lavouras do café, cana-de-açúcar, laranja, produção florestal e soja foram as que mais influenciaram no desempenho positivo do segmento primário de base vegetal, ao passo que cereais e uva limitaram a performance. Já na pecuária, todas as atividades analisadas cooperaram para o crescimento da população ocupada no segmento, com destaque para a bovinocultura.

Adicionalmente, também marcou o terceiro trimestre de 2018 a tendência já observada nos últimos períodos no mercado de trabalho do agronegócio: melhora no nível médio de qualificação da população ocupada total no setor, mas, ao mesmo tempo, aumento no nível de informalidade dos empregos.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?