Especial

O ano de ouro do agro

durante os 12 meses de 2020, o agronegócio brasileiro se mostrou, novamente, o setor da economia com mais resiliência para contribuir com o Brasil em momentos de crise. A força produtiva deve se manter na próxima temporada, mas para que o País assuma o lugar de maior provedor de alimentos do planeta ainda há muito trabalho a ser feito

Crédito: Avalon_Studio

Especial 2021

Uma nova década do século XXI começou. O ano chega com uma herança que mostra que eventos inesperados podem mudar hábitos, planejamentos e estatísticas.

Ainda sem a vacinação em massa que solucionará a pandemia da Covid-19 e com incertezas que vão desde a economia até o clima, o agricultor brasileiro segue fazendo seu dever de casa para crescer e contribuir para o protagonismo do Brasil no agronegócio mundial.

A despeito de todos os desafios, o ano de 2021 é esperado com a perspectiva de um Valor Bruto de Produção (VBP) recorde de R$ 1 trilhão.

Produtores de soja, milho, cana-de-açúcar, algodão, laranja e proteína animal falaram à RURAL sobre suas expectativas, e todos foram unânimes: o mundo precisa do Brasil para se alimentar e o País tem condições de ser o maior provedor global de grãos e proteínas do Planeta, mas o caminho requer melhorias na gestão, tecnologia, infraestrutura e novas formas de financiar todos os níveis do campo.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?