• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias12/08/2021

Obrigação de execução de educação básica é dos governos locais, diz Guedes

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo12/08/21 - 11h42min

O ministro da Economia, Paulo Guedes, responsabilizou os governos locais por não cumprir a lei que garantia o acesso à internet, com fins educacionais, a alunos e a professores da educação básica pública, a Lei 14172/21. A declaração foi dada em audiência pública na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados para prestar esclarecimentos sobre a lei.

O veto do presidente Jair Bolsonaro à lei foi derrubado pelo Congresso Nacional e o governo recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) argumentando que a lei atrapalharia o cumprimento das regras fiscais.

Conforme foi aprovada pelos parlamentares, a lei prevê um repasse de R$ 3,5 bilhões da União para os governos estaduais e prefeituras, com recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) e o saldo correspondente às metas não cumpridas dos planos gerais de universalização do serviço de telefonia fixa.

Guedes argumentou que o governo não se recusou a dar recursos para os governos regionais no ano passado. Ele afirmou que a União repassou R$ 50 bilhões livres para os Estados e municípios em meio à pandemia, cerca de R$ 60 bilhões devido à Lei Kandir e mais R$ 260 bilhões via Fundeb.

O ministro afirmou que os Estados e municípios poderiam ter pedido mais R$ 3,5 bilhões para o projeto de internet nas escolas. "Por que nos recusaríamos R$ 5,3 bilhões se demos quase 8,5% do PIB para o enfrentamento da pandemia? Ora, os governadores e os prefeitos deveriam responder porque receberam esses recursos e não usaram para a ajuda da educação nesse período."

O ministro ainda argumentou que o projeto de internet nas escolas foi aprovado após o fim do Orçamento de Guerra e, então, foi vetado por um motivo técnico e jurídico, porque feria a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). "Não podemos cometer crime de responsabilidade fiscal, não é escolha pessoal. Por que com R$ 50 bilhões e Fundeb, os governos locais não cumpriram a lei. Fizeram um requisito de recursos de forma irregular, que não posso conceder", reforçou.

Papel do Congresso

Guedes afirmou também que o Congresso poderia ter garantido os recursos para a Lei 14172/21, na definição do Orçamento de 2021. Sugeriu que os parlamentares poderiam ter destinado os recursos via emendas ou mesmo tirando "dinheiros de subsídios para dar para a Educação".

"Por que o Congresso não colocou a internet nas escolas no Orçamento de 2021? Os parlamentares têm emendas de bancada, individuais e de relator. Se educação é tão importante, por que não fizeram emendas. Emendas estão sendo colocadas em outros lugares que eu sei", afirmou o ministro, classificando o impasse como uma disfuncionalidade da execução orçamentária. "A essência da atividade política é decidir sobre o uso de recursos públicos. Compartilho a angústia sobre a disfuncionalidade na execução dos orçamentos", disse no início de sua fala.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
AUDIÊNCIA