Notícias

Óleo de palma fecha em alta na Bolsa da Malásia

Kuala Lumpur, 26/9 – Os futuros de óleo de palma (CPO, na sigla em inglês) negociados na Bolsa da Malásia fecharam em alta nesta quarta-feira, 26, pelo terceiro pregão consecutivo. Os ganhos no óleo de soja, com o qual estabelece concorrência, puxaram as cotações da commodity.

Os volumes de negociação também aumentaram influenciados pelos índices de exportação mais fortes, divulgados na terça-feira, 25, pelas companhias de inspeção de cargas. “Tal aumento reduzirá os estoques de palma e (será) favorável ao preço”, disse David Ng, da consultoria Philip Futures. Os contratos com vencimento para dezembro avançaram 8 ringgits, a 2.189 ringgits por tonelada (US$ 1 = 4,0832 ringgits).

No curto prazo, a tendência é de que as cotações do óleo de palma permaneçam no campo positivo em virtude da possível chegada do El Niño nas regiões produtoras. Os meteorologistas norte-americanos preveem cerca de 50% de chances do fenômeno se desenvolver no norte do Pacífico dentro dos próximos 60 dias. Em meio a altos estoques e forte produção de palma, as mudanças climáticas podem favorecer os preços do óleo.

Em sua última ocorrência, o El Niño acarretou uma severa seca na Malásia e Indonésia, os dois maiores produtores mundiais de óleo de palma. Uma pesquisa publicada pela “The Incorporated Society of Planters” revelou que os preços médios mensais da commodity, nessa ocasião, subiram de 13% a 40% e a produção caiu até 14%. Ainda assim, o OCBC Bank Malaysia observa que a fraca demanda da Índia, principal comprador de óleo de palma, em meio a maiores impostos de importação, ajudou a evitar ganhos relacionados ao clima até agora. Fonte: Dow Jones Newswires.