Notícias

Operação da PF mira em lavagem de dinheiro do tráfico de drogas

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta segunda-feira, 3, a Operação Tempestade para desarticular núcleo financeiro responsável pela lavagem de dinheiro do tráfico de drogas e da corrupção. Segundo os investigadores, ao longo das apurações foram identificados alvos antigos de ofensivas da PF, como as Operações Navalha, Prato Feito e Zelotes.

A PF aponta que foi determinado o sequestro de cerca R$ 30 milhões dos investigados, em imóveis e veículos, além da interdição de seis empresas. As ordens foram expedidas pela 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, que também decretou o bloqueio de valores em contas das pessoas físicas e jurídicas no limite de R$ 225.778.732,31. Segundo informações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), o grupo investigado realizou operações financeiras atípicas superiores a R$ 700 milhões.

Agentes cumprem ainda cinco mandados de prisão – quatro preventivas e uma temporária – e fazem 22 buscas em endereços de São Paulo, Tietê, Guarujá, Rio de Janeiro e Brasília. Entre os alvos vasculhados pelos investigadores estão residências, empresas e dois escritórios de advocacia.

A “Tempestade” é a segunda fase da Operação Rei do Crime, ofensiva aberta em setembro de 2020 contra “importante e sofisticado” braço financeiro do PCC. Na ocasião, foi decretado o bloqueio de mais de R$ 730 milhões dos investigados, além da interdição de mais de 70 empresas utilizadas para lavagem de dinheiro do tráfico.

As investigações identificaram que o núcleo financeiro sob suspeita vinha desenvolvendo atividades voltadas à lavagem de dinheiro não só do tráfico de drogas, mas também da corrupção. Segundo a corporação, o modus operandi do grupo era “a entrega física de valores a suspeitos de práticas ilícitas”.

A PF diz ainda ter observado um esquema de abertura de empresas fictícias. Segundo a corporação, tais companhias eram usadas como “cortina de fumaça” para a realização de depósitos em espécie em uma instituição financeira de “fachada” – que por sua vez providenciava os saques dos valores e posterior entrega a terceiros com indícios de envolvimento em atividades ilícitas.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais