• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 183 30.11Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 183 30.11Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias02/12/2021

País registrou necessidade de financiamento de R$ 6,6 bi no 3º tri, revela IBGE

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo02/12/21 - 12h09min

O País registrou uma necessidade de financiamento de R$ 6,6 bilhões no terceiro trimestre de 2021 ante uma capacidade de financiamento de R$ 7,8 bilhões no terceiro trimestre de 2020. Os dados são do Produto Interno Bruto (PIB), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O saldo externo de bens e serviços saiu de R$ 52,7 bilhões no terceiro trimestre de 2020 para R$ 51,6 bilhões no terceiro trimestre de 2021, uma redução de R$ 1,2 bilhão.

Já a renda líquida de propriedade enviada ao resto do mundo aumentou de R$ 49,2 bilhões no terceiro trimestre de 2020 para R$ 62,2 bilhões no terceiro trimestre de 2021, um crescimento de R$ 13,0 bilhões.

"Com a retomada da economia também aumentou o envio de lucros e dividendos pra fora (do País)", justificou Rebeca Palis, coordenadora de Contas Nacionais do IBGE.

Taxa de poupança

A taxa de poupança do terceiro trimestre, que ficou em 18,6% do PIB, atingiu o maior nível para terceiros trimestres desde 2013, informou o IBGE. Naquele ano, a taxa de poupança tinha ficado em 19,0% do PIB.

Desde a recessão de 2014 a 2016, a taxa de poupança veio caindo, até 2019, quando ficou em 13,2% do PIB no terceiro trimestre, o menor nível para terceiros trimestres desde 2000.

Com a crise causada pela pandemia, houve uma reversão. Isso porque, por conta das medidas de restrição ao contato social, a maioria dos consumidores ficou impedida de consumir, especialmente serviços.

Parte dos gastos dos orçamentos familiares destinado aos serviços foi destinado a compras de bens, turbinando o comércio eletrônico, mas, especialmente no caso das famílias mais ricas, também sobrou dinheiro para poupar mais.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais