Notícias

Para reduzir dependência de milho, SC quer estimular produção de cereais

São Paulo, 20 – Santa Catarina trabalha na criação de um plano para estimular a produção de cereais de inverno voltada para ração animal, informou a Secretaria de Agricultura do Estado, em nota. O governo do Estado, em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a iniciativa privada e representantes dos produtores rurais, busca incluir trigo, aveia e cevada na alimentação de suínos e aves, diminuindo a demanda por milho. O assunto foi debatido durante reunião na semana passada em Florianópolis.

Segundo o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa, Santa Catarina tem um déficit de 4 milhões de toneladas de milho por ano, que são adquiridos de outros Estados e até países. “Acreditamos que a produção de outros cereais para complementar a ração animal pode ser um passo importante para garantir a competitividade do agronegócio catarinense a longo prazo. Além de trazer uma alternativa de renda para os produtores rurais de Santa Catarina, que poderão aproveitar as lavouras também no período de inverno”, disse.

O secretário afirmou ainda que o incentivo para a produção de cereais de inverno vem complementar as outras ações desenvolvidas pelo Estado para aumentar o fornecimento de insumos. Santa Catarina trabalha para viabilizar a Rota do Milho, trazendo o grão do Paraguai para o oeste catarinense, além de executar o Programa Terra Boa, que apoia a produção de milho de alta qualidade. O agronegócio catarinense consome 7 milhões de toneladas de milho por ano, segundo a secretaria, com uma produção média de 3 milhões de toneladas.