• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 186 26.05Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 186 26.05Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias04/03/2022

Para SPE, PIB recupera nível anterior à pandemia e mostra ‘recuperação em V’

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo04/03/22 - 10h41min

A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia avaliou que o crescimento de 4,6% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2021, após retração de 3,9% em 2020, mostra que a economia brasileira recuperou o nível da atividade anterior à pandemia e confirma a "recuperação em V" da atividade.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou nesta sexta-feira que a economia registrou alta de 0,5% no quarto trimestre de 2021 ante o terceiro trimestre. Na comparação com o quarto trimestre de 2020, o PIB apresentou alta de 1,6% no último trimestre do ano passado.

A SPE destacou ainda que o desempenho da economia brasileira acumulado no biênio 2020-2021 foi superior ao de todos os países do G7, com exceção dos Estados Unidos. "Em relação ao G20, a variação dos últimos dois anos do PIB brasileiro ficou acima da maior parte dos países e foi superior à mediana deste grupo. Mesma relação pode ser observada quando se compara o Brasil aos seus pares na América Latina. Ademais, observa-se que o crescimento da atividade no último biênio supera a variação dos principais países europeus", elencou a equipe no documento.

A equipe econômica apontou ainda que o efeito carregamento estatístico para 2022 é de 0,3% e reafirmou que mantém uma expectativa de crescimento para este ano superior às projeções do mercado. A SPE cita o bom desempenho do mercado de trabalho e as perspectivas de investimentos privados, como a carteira já contratada do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

"A normalização dos choques negativos de oferta, que poderá ocorrer com o arrefecimento da pandemia, o restabelecimento das cadeias produtivas globais, a redução do risco hidrológico, com impactos positivos sobre o mercado de energia, o avanço do mercado de trabalho e a ampliação dos investimentos privados fundamentam uma estimativa de crescimento econômico em 2022 superior ao projetado atualmente pelo mercado", argumenta a SPE.

No entanto, o documento avalia que se deve monitorar a evolução do cenário internacional em virtude do conflito no Leste Europeu e manter a agenda de reformas. "Com o cenário internacional adverso, cabe ao Brasil, além dos posicionamentos diplomáticos e humanitários, mostrar que é um porto seguro para os investimentos privados", completa o ministério.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
2021