Geral

Pesquisadora da USP é intimidada por conduzir estudo com agrotóxicos

Crédito: Arquivo / Agência Brasil

As ameaças começaram com a divulgação do trabalho "Geografia do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia" (Crédito: Arquivo / Agência Brasil)

A pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) Larissa Mies Bombardi enviou uma carta aberta de sete páginas à universidade com a sua decisão de sair do Brasil devido a intimidações por suas pesquisas envolvendo agrotóxicos.

Em maio de 2019, Larissa publicou na Europa o trabalho “Geografia do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia”. Desde então, a pesquisadora de 49 anos diz que passou a ser ameaçada pelo trabalho.

No documento, obtido pelo Uol, Larissa explica que em junho de 2019 começou a receber indicações de lideranças de movimentos sociais para mudar sua rotina e se proteger de possíveis ataques dos setores econômicos envolvidos com a temática.

+ Líder ruralista vê ‘melhor momento’ para liberação de agrotóxicos

As ameaças se tornaram mais frequentes depois que a maior rede de supermercados orgânicos da Escandinávia boicotou os produtos brasileiros. O Atlas detalha o uso de agrotóxicos em cada região e estado brasileiro e traz dados de morte por intoxicação em cada local.

Segundo a carta, ela recebeu apoio de colegas da USP que sugeriram que Larissa saísse do país por um tempo. Ela planejava deixar o país desde março de 2020, mas adiou devido à pandemia. Em agosto do ano passado, sua casa foi assaltada e levaram seu computador.

Após o assalto, ela deu entrada no seu pedido de afastamento da USP. A pesquisadora começará em abril os estudos na Universidade Livre Bruxelas, onde conquistou uma bolsa.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?