• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 183 30.11Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 183 30.11Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias02/12/2021

Petróleo fecha em alta, após sessão volátil, impulsionado por decisão da Opep+

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo02/12/21 - 17h35min

O petróleo fechou em alta no mercado futuro nesta quinta-feira. Após uma sessão volátil, os ativos da commodity conseguiram se firmar no positivo depois de a Organização de Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) confirmar decisão de manter ritmo de aumento de oferta.

O petróleo WTI para janeiro fechou em alta de 1,42% (US$ 0,93), a US$ 66,50 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para o mês seguinte subiu 1,16% (US$ 0,80), a US$ 69,67 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).

Informações desencontradas sobre a reunião da Opep+ pressionaram os preços do petróleo durante a manhã, que chegaram a cair 3%. No entanto, após certa volatilidade, o comunicado oficial da Organização impulsionou os ativos. A Opep+ decidiu manter o plano atual de aumentar a oferta em 400 mil barris por dia (bpd) no mês que vem.

Atendendo a pedidos de alguns países com baixo desempenho, os ministros concordaram em estender os cortes de compensação até junho de 2022.

Em nota, a Capital Economics diz que a decisão adiciona forte pressão sobre os preços do petróleo, uma vez que o surgimento da variante Ômicron do coronavírus aumentou "substancialmente" a incerteza sobre demanda do óleo.

A consultoria aponta que o movimento multilateral coordenado de liberação de estoques da commodity, liderado pelos Estados Unidos, pode ser uma das razões para decisão da Opep+. "Devemos admitir, porém, que a decisão da Opep+ é um tanto surpreendente, dada a queda dos preços desde a divulgação da Ômicron", dizem analista. A Capital Economics não prevê mudança em sua previsão de que o barril de Brent cairá a US$ 60 no fim de 2022.

A Rystad Energy observa que os mercados também acompanham notícias relacionadas à eficácia de vacinas e remédios contra a nova cepa do coronavírus, dados os possíveis impactos sobre a economia e demanda do petróleo.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais