• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias03/01/2022

Petróleo fecha em alta de 1% antes de reunião da Opep+ e após sessão volátil

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo03/01/22 - 16h53min

O petróleo avançou no mercado futuro nesta segunda-feira, 3, de olho em notícias envolvendo a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+), que confirmou que fará sua reunião ministerial amanhã, 4. A sessão também foi marcada por volatilidade, com os contratos do óleo alternando entre perdas e ganhos durante parte do dia.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril do petróleo WTI com entrega prevista para fevereiro fechou com ganhos de 1,16% (US$ 0,87), a US$ 76,08, enquanto o do Brent março teve alta de 1,54% (US$ 1,20), a US$ 78,98, na Intercontinental Exchange (ICE).

Para o analista Nareeka Ahir, da S&P Global Platts, a Opep+ deve manter a produção de fevereiro nos níveis da prevista para o mês atual após a sua reunião amanhã. Segundo ele, porém, a pressão dos Estados Unidos por uma decisão contrária a esta pode fazer com que o cartel aumente mais uma vez a sua oferta. Segundo a Reuters, a Opep+ manterá o plano inicial de elevar a produção em 400 mil barros por dia (bpd) no mês que vem.

Helima Croft, da RBC Capital Markets, avalia que os membros do grupo terão de "equilibrar o desejo de reconstruir suas reservas em moeda estrangeira e estoques de emergência com o desejo de manter contentes os principais países consumidores", ao mesmo tempo em que ficam de olho na possibilidade da variante Ômicron do coronavírus provocar mais restrições à atividade global.

Ainda no noticiário sobre a Opep+, o cartel anunciou hoje a escolha de Haitham Al-Ghais, candidato do Kuwait, ao cargo de secretário-geral do grupo, para um mandato que se iniciará em agosto de 2022 e durará 3 anos. Al-Ghasis substituirá o nigeriano Mohammed Barkindo.

No início do dia, a informação de que petrolífera líbia National Oil Corporation cortará sua produção em 200 mil bpd por uma semana deu suporte ao óleo. A decisão foi tomada por conta de trabalhos de manutenção em oleodutos, após grupos armados fecharem importantes instalações locais.

O fortalecimento do dólar ante moedas rivais e a queda do índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial dos EUA em dezembro, porém, chegaram a pesar sobre as negociações dos contratos da commodity energética, mas o movimento de desaceleração não se sustentou.

*Com informações de Dow Jones Newswires

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
mercado