• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 185 08.04Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 185 08.04Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias17/01/2022

PIB da China cresce 8,1% em 2021, após 2,2% em 2020

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo17/01/22 - 07h15min

O Produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 8,1% em 2021 e acelerou em relação à alta de 2,2% em 2020, divulgou nesta segunda-feira, 17, o Escritório Nacional de Estatísticas (NBS, na sigla em inglês) do país asiático. Embora o resultado tenha ficado em linha com as previsões dos economistas consultados pelo The Wall Street Journal, o desempenho destoou bastante entre o primeiro e o segundo semestres do ano.

O ímpeto diminuiu consideravelmente no último trimestre. O PIB da China cresceu apenas 4,0% no quarto trimestre em comparação com o mesmo período do ano anterior, acima da previsão do mercado de 3,8%, mas abaixo dos 4,9% registrados no terceiro trimestre. Na comparação trimestral, a economia chinesa acelerou de uma alta de 0,7% no terceiro trimestre para uma expansão de 1,6% no quarto trimestre.

Produção industrial

A produção industrial da China avançou de 3,8% em novembro para 4,3% em dezembro, na comparação anual, divulgou nesta segunda-feira, 17, o NBS. O resultado superou a previsão de 3,6% dos economistas consultados pelo The Wall Street Journal.

Já as vendas no varejo, elemento-chave do consumo chinês, cresceram 1,7% em dezembro, também na comparação anual. O dado ficou abaixo tanto da expansão de 3,9% em novembro quanto da previsão do mercado, de 3,6%.

O investimento em ativos fixos, que mede o investimento nos setores de infraestrutura, propriedade e manufatura, subiu 4,9% em 2021, mas desacelerou em relação aos 5,2% observados no período entre janeiro e novembro. Economistas previam um aumento de 4,8%.

A atividade econômica da China mostrou sinais de fraqueza em dezembro, prejudicada por preocupações com surtos de coronavírus e por uma desaceleração imobiliária induzida pelo governo, embora a indústria tenha surpreendido positivamente. Fonte: Dow Jones Newswires.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
2021