Porteira Aberta

Porteira Aberta

A festa do Zebu

A 79ª exposição Internacional de Zebu (expoZebu) é a mais importante feira mundial que reúne as raças nelore, brahman, guzerá, tabapuã e gir leiteiro. Neste ano, realizada entre os dias 3 e 10 de maio, no parque Fernando costa, em uberaba (MG), a mostra reuniu 2,2 mil animais para avaliação nas pistas de julgamento e venda em 41 leilões. além disso, cerca de 110 empresas participaram da exposição, que recebeu quase 217 mil visitantes, entre eles mais de 300 estrangeiros de 30 países.

Fertilizante goiano

No início de maio, a Geociclo, fabricante de fertilizante organomineral, assinou um protocolo de intenções com o governo do Estado de Goiás para iniciar a construção de sua segunda unidade, ainda em 2013. A primeira está localizada em Uberlândia (MG). A nova fábrica será instalada no município de Goianésia e terá capacidade para processar 50 mil toneladas de fertilizante por ano, a partir de 80 mil toneladas de resíduo de cana. O investimento de R$ 41 milhões é uma parceria do empresário Olavo Monteiro de Carvalho, do grupo Monteiro Aranha, e do grupo Otavio Lage, dono das Usinas Jalles Machado. A fábrica deve entrar em operação em 2014.

Briga no biodiesel

A Organização Mundial do Comércio (OMC) informou que a Argentina abriu uma disputa contra a União Europeia (UE ) por discordar das regras de importação e comércio de biodiesel na Espanha, Bélgica, França, Itália e Polônia. O governo argentino criticou as medidas para promover as energias renováveis e os planos de apoio ao setor de biodiesel na Europa. A reclamação foi motivada pela queda de 40% na produção argentina neste ano. A UE já retaliou, afirmando que o país está vendendo biodiesel a preços abaixo do custo no mercado europeu.

 

ADM paraguaia

Em maio, a americana ADM inaugurou uma fábrica para processar soja no município de Villeta, no Paraguai, com capacidade diária de 3,5 mil toneladas. A nova unidade aumenta em cerca de 20% a capacidade de moagem da oleaginosa da ADM na América do Sul. Além disso, a localização do complexo, próximo a uma instalação portuária no rio Paraguai, facilitará o recebimento e a exportação do produto.

 

ONU recomenda comer insetos

Na luta contra a fome, a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) decidiu promover o consumo de insetos. Segundo relatório divulgado em maio, eles são uma opção rica em proteínas e minerais. Além disso, seu consumo pode reduzir as emissões de gases de efeito estufa e a poluição causada pelas criações tradicionais. Segundo a FAO, dois bilhões de pessoas já têm nos insetos parte de sua dieta, principalmente na Ásia, na África e na América Latina.

Redução da s emissões de gases

Segundo uma pesquisa da FGV, o Brasil pode ter dificuldades para atingir a meta de redução das emissões de gases do efeito estufa do setor agropecuário, até 2020. Para cumprir o acordo firmado na 15ª Conferência das Partes sobre o Clima (COP-15), com o objetivo de reduzir a emissão de 241,2 milhões de toneladas de CO2, é preciso ampliar o número de contratos do Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC). Hoje, esse programa tem uma linha de crédito de R$ 3,4 bilhões por ano para financiar tecnologias sustentáveis no setor agrícola. O programa ABC atingiu 2,8 mil contratos, em janeiro deste ano.

Nova marca de cápsulas

O grupo Três Corações, tradicional processador mineiro de café, vai entrar no mercado de cápsulas a partir de agosto. Inicialmente, a linha de 16 produtos é composta por café expresso, filtrado, cappuccino, com leite ou chocolate, e chás. O investimento de R$ 100 milhões inclui uma joint venture com a marca italiana Caffita, que produzirá as cápsulas, mas até 2015 a empresa planeja construir uma fábrica própria. Toda a matéria-prima é brasileira, com a maior parte dos blends composta por 100% de café arábica.

Mais orgânicos na mesa

O mercado brasileiro de alimentos e produtos orgânicos faturou R$ 1,5 bilhão em 2012. Desse volume, cerca de um terço veio das exportações, segundo o Instituto de Promoção do Desenvolvimento (IPD), de Curitiba. Como o mercado de orgânicos está crescendo, a expectativa é de que o setor atinja R$ 2 bilhões em 2014. A entidade acredita, ainda, que os grandes eventos esportivos nos próximos anos vão incrementar as vendas do setor.

 

Crise da laranja

A CitrusBR divulgou, em maio, as estimativas sobre a produção de laranja da safra 2013/14, no cinturão citrícola de São Paulo e do Triângulo Mineiro. A entidade espera uma produção de 268,3 milhões de caixas de laranja, contra 385,3 milhões de caixas na safra passada e 428 milhões de caixas na de 2011. A queda é consequência de duas grandes safras consecutivas e problemas climáticos.

 

Fertilizante sustentável

Roberto Levreiro, presidente da Abisolo, fala sobre a primeira edição da Fertishow, feira que ocorrerá em Ribeirão Preto (SP), em agosto.

O que a feira vai promover?
Trabalhamos com fertilizantes diferenciados, cuja aplicação exige equipamentos específicos. Daí a importância da Fertishow que, além de apresentar novidades, vai aproximar nossos associados dos fabricantes de equipamentos.

O que se pode esperar da Abisolo?
Vamos difundir a importância desses insumos. Eles possuem alta tecnologia, são ambientalmente corretos, eficientes e podem ajudar a reduzir as importações de fertilizantes convencionais.

O mercado reconhece o produto?
Sim, mas o setor sempre se preocupou com pesquisa e desenvolvimento, e comercialmente ainda falhamos. Agora, as empresas estão investindo mais nas vendas técnicas e numa boa divulgação do produto.

O setor está crescendo?
Nossa estimativa é de que as empresas estão crescendo entre 15% e 30% ao ano. É um setor jovem e ainda temos dificuldade para elaborar estatísticas. Estamos coletando informações e, até o próximo ano, seremos capazes de mensurar esse mercado.

 

Uma bezerra especial

Brasília da Cerrados é o nome da bezerrinha manhosa, dócil e saudável, apresentada pela Embrapa Cerrados no mês passado, em Gama, cidade-satélite de Brasília. A novidade é que ela é o primeiro animal da raça guzerá leiteiro clonado através da técnica de transferência nuclear. Diferentemente do clone convencional, a partir de células embrionárias ou de pele, a bezerra é fruto da experiência bem-sucedida de clonagem a partir de células de tecido adiposo (gorduras) de um animal. Brasília da Cerrados nasceu em abril, depois de quatro anos de pesquisa.

 

Santa Catarina conquista o Japão

Após sete anos de negociações, o Japão autorizou, no mês passado, a importação de carne suína in natura catarinense. O Japão é o maior importador mundial do produto, com 779 mil toneladas em 2012, o equivalente a US$ 5,1 bilhões, o que representa mais de 30% das compras mundiais, em valor. As exportações serão retomadas assim que o Ministério da Agricultura enviar ao governo japonês a lista de estabelecimentos que atendem aos requisitos sanitários do país.

Café para a Ásia

Em maio, o grupo mineiro Montesanto Tavares, que atua na comercialização de café verde, fechou um acordo com a trading japonesa Itochu para criar uma joint venture. A Cafés do Brasil (Cafebrás), com sede em Patrocínio (MG), começa a operar ainda neste ano, com o objetivo de ampliar as exportações do grão de alta qualidade, principalmente para os países asiáticos, além de Estados Unidos e Europa.

 

Saúde animal

A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) adotou duas resoluções favoráveis ao Brasil, em sua assembleia-geral no fim de maio. A resolução nº 20 mantém o Brasil com o status de risco insignificante para a conhecida doença “vaca louca”. A de número 21, pela primeira vez, reconheceu o País como livre da peste equina.

Aposta na distribuição

O grupo avícola paranaense GTFoods, que opera seis frigoríficos e faturou R$ 900 milhões em 2012, vai diversificar seus negócios. Para ultrapassar a barreira de R$ 1 bilhão de receitas por ano, além de ampliar os abates, a empresa passou a distribuir alimentos embutidos, pescados, vegetais e frutas vermelhas congeladas, além do bacalhau e pão de queijo que já faziam parte de seu portfólio. A meta é elevar a participação da distribuição de alimentos de 5% para 8% das vendas. A GTFoods também estuda construir uma fábrica para a produção de salsichas e linguiças.

 

Abelhas ameaçadas

Em maio, a União Europeia anunciou a proibição do uso de três defensivos suspeitos de causar a morte em massa de abelhas. A medida entrará em vigor no dia 1° de dezembro, para restringir a aplicação dos inseticidas clotianidina e imidacloprid, produzidos pela Bayer, e o tiametoxam, da Syngenta, em lavouras que atraem abelhas, como as plantações de milho e girassol, entre outros. Em resposta, os dois fabricantes afirmam que não há evidências de que os inseticidas contribuam para devastar as colônias de abelhas.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?