• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 186 26.05Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 186 26.05Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias06/08/2021

Presidente distrital do Fed em Dallas volta a defender início de ‘tapering’

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo06/08/21 - 14h26min

O presidente da distrital do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) em Dallas, Robert Kaplan, voltou a defender, nesta sexta-feira, o início da gradual retirada de estímulos, processo conhecido como "tapering". Em entrevista a um podcast da Bloomberg, o dirigente explicou que as compras de ativos são mais eficazes para estimular a demanda do que para resolver problemas de oferta como os que têm ocorrido no momento. "Estou começando a questionar a eficácia das nossas compras", disse.

Kaplan citou potenciais efeitos colaterais do programa de relaxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês), entre elas o incentivo à tomada excessiva de riscos nos mercados e desequilíbrios no setor imobiliário residencial. "Prefiro começar a ajustar essas de compras de ativos em breve", comentou.

Para ele, o processo deve ocorrer de maneira "gradual", em um cronograma de oito meses. O dirigente entende que o foco para o curto prazo deve ser na diminuição do QE. "Para os juros, essa não é decisão para 2021, é uma questão que vamos debater baseado em condições de 2022", explicou.

O líder do Fed afirmou ainda que "não é apropriado" para a autoridade monetária monetizar a dívida pública americana ou facilitar os gastos do governo. Também disse que, apesar das divergências, o debate sobre tapering já está em curso no Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês).

Kaplan acrescentou que não acredita que o aumento nos benefícios a desempregados seja o único responsável pelos desequilíbrios no mercado de trabalho.

De acordo com ele, com a pandemia, muitas pessoas se aposentaram antes do esperado, o que contribuir para restringir a oferta de trabalhadores.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
EUA