Economia

Produção agroindustrial cresce 3,8% em maio ante abril, afirma FGV Agro

Crédito: Reprdoução/Agrale

Segundo o boletim do centro de estudos, embora em maio a agroindústria ainda tenha sido afetada pelos efeitos da pandemia de covid-19, o desempenho foi melhor do que o de abril, avançando 3,8% (Crédito: Reprdoução/Agrale)

São Paulo, 22 – O mês de maio foi de relativa recuperação do setor agroindustrial brasileiro, conforme levantamento do Centro de Estudos do Agronegócio (FGV Agro), que calcula mensalmente o Índice de Produção Agroindustrial (PIMAgro). Segundo o boletim do centro de estudos, embora em maio a agroindústria ainda tenha sido afetada pelos efeitos da pandemia de covid-19, o desempenho foi melhor do que o de abril, avançando 3,8%.

“A expansão da produção agroindustrial, na comparação com abril, é uma boa notícia, contudo esse crescimento deve ser visto com cautela, uma vez que abril foi marcado por forte contração da atividade econômica, em decorrência das medidas adotadas para conter a disseminação do coronavírus”, diz o FGV Agro.

+ Agroindústria encolheu produção em 0,3% no ano até julho, diz GV Agro
+ Safra 2019/20: produção de grãos em SP deve ser 8% maior e somar 10,3 mi de t 

Ainda segundo o estudo, o avanço foi puxado tanto pelo segmento de Produtos Alimentícios e Bebidas (+4,2%) quanto de Produtos Não-Alimentícios (+8,6%), na comparação com abril. O setor de bebidas, aliás, teve forte crescimento, com 49,7% em maio. “É preciso ressaltar, no entanto, que essa expansão ocorreu após dois meses de forte contração, sendo que em março a produção desse setor contraiu 21,4% e em abril a queda foi de 31,0%, para essa mesma base de comparação.”

Já o setor de Alimentícios, por sua vez, ficou estável ante abril, com retração de 0,1%, após expansão de 3,6% em abril ante março.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro