Geral

Produção de grãos deve ser recorde de 250,54 milhões de t, diz Conab

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

A colheita de arroz está próxima do fim e sua produção está estimada em 11,13 milhões de t, 6,5% superior ao volume produzido na safra passada (10,45 milhões de t) (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

A produção nacional de grãos na safra 2019/20 deve atingir recorde de 250,54 milhões de toneladas, ou 8,5 milhões de t (3,5%) a mais do que o colhido em 2018/19. Em relação ao levantamento passado, de maio, houve queda de 335 mil toneladas na estimativa de produção. Mas o recorde da safra se mantém, resultado de uma área semeada de 65,45 milhões de hectares, com crescimento de 2,3 milhões de hectares (3,6%) sobre a safra passada. Os números fazem parte do nono levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta terça-feira, 9.

Conforme a estatal, com a colheita finalizada praticamente em todas as culturas de primeira safra, e as de segunda em andamento, o que falta agora é a conclusão do plantio das culturas de inverno e os números resultantes da terceira safra. Além disso, será necessário observar o comportamento climático, que pode influenciar na produtividade destas culturas.

+ Previsão da safra de grãos cai, mas ainda é recorde, aponta Conab
+ Estiagem: Conab fiscalizará perdas no Sul do País e autorização de indenização 

A soja apresenta uma produção recorde de 120,42 milhões de t, 4,7% a mais do que a safra 2018/19 (115,03 milhões de t).

Já o milho total, somatório da primeira, segunda e terceira safras alcança recorde de 100,99 milhões de t (aumento de 0,9% ante 100,04 milhões de t em 2018/19) com uma área de 18,5 milhões hectares. A produção nas três safras devem alcançar, respectivamente, 25,43 milhões de t, 74,23 milhões de t e 1,33 milhão de toneladas.

A Conab explica que a terceira safra de milho surge depois de se firmar como uma opção rentável para os produtores que aproveitam melhor a janela de plantio na segunda safra. O cultivo da terceira safra do cereal ocorre na região da Sealba (Sergipe, Alagoas e nordeste da Bahia). A estimativa para este ano é uma colheita de 1,33 milhão de toneladas.

Já o algodão em pluma tem uma produção estimada em 2,89 milhões de t, 3,9% superior à safra passada (2,78 milhões de t).

A colheita de arroz está próxima do fim e sua produção está estimada em 11,13 milhões de t, 6,5% superior ao volume produzido na safra passada (10,45 milhões de t).

A produção de feijão deve atingir 3,07 milhões de t, 1,9% superior ao obtido em 2018/19 (3,02 milhões de t). “A primeira safra está totalmente colhida, enquanto as lavouras de segunda safra estão em processo de colheita e as de terceira safra finalizando o plantio”, informa a Conab.

Nas culturas de inverno, o trigo têm boas perspectivas, com um crescimento de 6,7% na área a ser cultivada e a produção devendo chegar a 5,7 milhões de t, dependendo do comportamento climático. O volume produzido representaria aumento de 10,4% sobre a safra passada (5,15 milhões de t).

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais

Tópicos

conab ibge safra