Notícias

Produtores de café de MG e governo discutem crise de baixos preços

São Paulo, 9 – Produtores de café de Minas Gerais discutiram na terça-feira, 8, com o governo, em Brasília (DF), medidas para aliviar a crise de baixos preços enfrentada pelo setor. Na ocasião, o ministro da Agricultura em exercício, Marcos Montes, reafirmou o compromisso do ministério com os produtores.

“Não temos outro direcionamento que não seja o produtor. Sabemos que o produtor está vivendo um momento difícil, precisamos unir as nossas forças para tirá-los dessa situação. O ministério está pronto para construir soluções”, disse ele, em comunicado.

O primeiro vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e presidente do Sistema Faemg (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais), Roberto Simões, avaliou o encontro como positivo e disse acreditar que a solução para o setor virá em breve. “Nossas demandas tiveram aceitação no ministério e esses assuntos estão sendo encaminhados. Agora, precisamos trabalhar com nossa frente de deputados mineiros, para atuar em outras instâncias”, afirmou.

Minas é o maior produtor de café do Brasil, com 53% da produção nacional, segundo a CNA.

No encontro, foram apresentadas a prorrogação dos vencimentos do custeio do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) e a destinação de recursos para a próxima safra. Também participaram da reunião o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, deputados e representantes da cafeicultura mineira.