Notícias

Rabobank: maior oferta de boi deve ser compensada com melhora na demanda interna

São Paulo, 17 – O volume de boi gordo para abate deve crescer nos próximos meses, por causa da oferta de gado dos confinamentos. Segundo o Rabobank, em relatório trimestral sobre commodities agrícolas, os confinamentos têm sido atrativos este ano, particularmente por causa dos baixos preços do milho em comparação com a safra do ano passado.

Do lado da demanda, conforme o banco, as expectativas de recuperação econômica, mesmo que em ritmo lento, podem sustentar os preços no mercado interno, melhorando as margens da atividade que vem sendo pressionada nos últimos anos.

O Rabobank cita que, na média de agosto de 2019, o indicador de preço Esalq/B3 para a arroba do boi gordo ficou 7% acima do mesmo período de 2018.

Com relação ao mercado de gado de leite, o Rabobank informa que a produção deve desacelerar no segundo semestre para um aumento de apenas 1,5% comparado com o mesmo período de 2018.

“Após um primeiro semestre de preços elevados e custos controlados, que permitiram um aumento na produção em 3% (comparado com os primeiros seis meses de 2018), os preços do leite ao produtor caíram quase R$ 0,20 de junho até agosto”, diz o Rabobank. “Os custos da ração apresentaram aumentos com a depreciação do real e variações no mercado internacional”, explica o banco.

“A depreciação do real nos últimos meses, somado a preços internacionais relativamente estáveis e preços menores no mercado doméstico, devem limitar a atratividade das importações de leite em pó nos próximos meses”, conclui o Rabobank.