Notícias

Rebanho de SP recua 1,24% em 2017, para 10,46 milhões de cabeças, diz IEA

São Paulo, 13/11 – O rebanho bovino do Estado de São Paulo recuou 1,24% em 2017, ante 2016, para 10,46 milhões de cabeças, diz o Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. O IEA afirma também que a área com pastagem apresentou ligeiro acréscimo sobre 2016 (0,82%), atingindo 6,97 milhões de hectares.

O IEA estima que 3,7 milhões de cabeças serão enviadas para abate em 2017, alta de 0,82% ante o verificado em 2016. Para a produção leiteira, a estimativa é de 1,58 bilhão de litros, aproximadamente, o que representa um pequeno decréscimo em relação a 2016.

“Observa-se nos últimos anos uma redução na produção de leite no Estado de São Paulo, que pode significar aumento gradual na aquisição de leite fora do Estado”, afirmam os pesquisadores do IEA, Carlos Nabil Ghobril e Carlos Roberto Ferreira Bueno, em nota.

No setor de aves, o abate é de 675,51 milhões de cabeças, equivalendo a uma oferta de 1,46 milhão de toneladas de frango em peso vivo, que é ligeiramente superior em 0,10% ao ano anterior.

A produção de ovos apresentou aumento de 2,24%, totalizando aproximadamente 1,09 bilhão de dúzias. O número de suínos enviados para abate, em 2017, totalizou 1,18 milhão de cabeças, resultando na produção de 98 mil toneladas de carne, uma redução da ordem de 4,82% em relação ao ano anterior.