Geral

RS recebe a liberação de trânsito de animais para o Paraná e estados do Bloco I

Crédito: Divulgação/Seapdr

Esses locais estão em fase de transição para zonas livres de febre aftosa sem vacinação (Crédito: Divulgação/Seapdr)

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) autorizou, ontem (03), o trânsito de bovinos e bubalinos entre o Rio Grande do Sul (RS) e os estados do Paraná e do Bloco I. O grupo reúne o Acre, Rondônia e regiões do Amazonas e do Mato Grosso.

O objetivo da medida, segundo a Secretaria da Agricultura do RS, é minimizar os impactos das restrições impostas em dezembro do ano passado e abril deste ano, sem prejuízo das garantias sanitárias.

+ Mapa confirma vacinação contra a febre aftosa
+ RS entra na última semana da campanha antecipada de vacinação contra aftosa

O Mapa considerou que estes estados e regiões estão em fase de transição, cumprindo os requisitos necessários para o pleito de zonas livres de febre aftosa sem vacinação junto à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Os estados de Santa Catarina e Paraná já são considerados livres de aftosa sem vacinação. O Rio Grande do Sul está buscando este status. Em agosto, uma auditoria do Mapa deve avaliar a condição sanitária do Estado.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?