Notícias

Safra 2018/19: recursos acabam e BNDES suspende financiamento de quatro programas

São Paulo, 24 – A pouco mais de um mês do término da safra 2018/2019, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou na quarta-feira, 22, pela Circular SUP/Adig nº 17/2019, a suspensão dos pedidos de financiamento do Programa de Capitalização de Cooperativas Agropecuárias (Prodecoop). O motivo é o esgotamento dos recursos, dada a grande demanda na temporada que termina em 30 de junho.

O anúncio veio uma semana depois de o BNDES suspender outras linhas previstas no Plano Safra, também com recursos esgotados: o Programa de Incentivo à Irrigação e à Produção em Ambiente Protegido (Moderinfra), Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) e Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf Investimento).

Ao todo agora já são seis programas do Plano Safra suspensos. Os acima citados se juntam ao Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf) e do Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota), que tiveram crédito suplementar liberado no fim de abril, rapidamente consumido.

Tanto Pronaf quanto Moderfrota haviam sido reabertos novamente no fim de abril após o BNDES liberar crédito suplementar para as linhas de financiamento, mas a alta demanda continuou e os programas foram novamente suspensos após poucos dias. – A retomada das operações de crédito com juros subsidiados no dia 26 de abril consumiu R$ 625 milhões em apenas uma semana.

O presidente do BNDES, Joaquim Levy, avaliou que a demanda pelo Moderfrota foi bastante elevado, com empréstimo de R$ 529,4 milhões por meio de 12 bancos, de um limite adicional de R$ 509 milhões liberados pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina.