Economia

Safra de soja em 2019 deve cair 4,4% e atingir 112,6 milhões de t, diz IBGE

Crédito: Cleverson Beje

São Paulo, 9 – A safra brasileira de soja será 4,4% menor em 2019 do que o recorde alcançado em 2018, apesar do aumento de 2,0% na área plantada, segundo os dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de abril, divulgado nesta quinta-feira, 9, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A produção de oleaginosa foi estimada em 112,6 milhões de toneladas, alta de 0,1% em relação ao mês de março.

Em contrapartida, a safra de milho em 2019 será 12,6% superior ao resultado de 2018. Em relação a março, a estimativa da produção cresceu 0,6%, totalizado 91,6 milhões de toneladas (mais 554,6 mil toneladas). Na 1ª safra de milho, a estimativa da produção alcançou 25,8 milhões de toneladas, alta de 0,4% em relação ao mês anterior. A área a ser colhida caiu 0,4% e o rendimento subiu 0,9%.

Segundo o IBGE, em virtude do plantio antecipado da soja em 2019, aguarda-se um maior período para a “janela de plantio” para o milho 2ª safra, o que deve repercutir positivamente no rendimento médio, estimado para a atual safra com alta de 10,7%, devendo alcançar 5.365 kg/ha.

A estimativa da produção encontra-se em 65,8 milhões de toneladas, aumento de 0,7% em relação a março e de 18,3% em relação a 2018.

A produção de arroz deve encolher 10,6% em relação ao obtido no ano passado.

A produção agrícola brasileira totalizará 231,5 milhões de toneladas de grãos este ano. O arroz, o milho e a soja representam 92,8% da estimativa da produção e respondem por 87,3% da área a ser colhida.