• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias07/06/2022

Saldo de fundos em maio é o pior do ano, com saída de R$ 64 bi, diz Anbima

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo07/06/22 - 14h51min

A indústria de fundos teve forte saída de recursos em maio, pior mês de 2022. O saldo entre captações e resgates ficou negativo em R$ 64 bilhões, reduzindo o acumulado no ano de R$ 94 bilhões para R$ 30 bilhões - bem abaixo dos R$ 206,1 bilhões do mesmo período de 2021. Maio também foi o pior mês desde dezembro de 2021, quando o saldo ficou negativo em R$ 72,7 bilhões.

Com o resultado, maio interrompe uma sequência de quatro meses com saldo líquido positivo entre saídas e entradas de recursos. Os dados são da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Em maio, os fundos de ações não foram os principais culpados pelo resultado mensal, como aconteceu em abril e março. A classe teve saída líquida de R$ 9,4 bilhões, sendo que a maior parte (R$ 4,7 bilhões) foi resultado da saída registrada pelo tipo ações livre. No ano, até maio, a classe apresentou saída líquida de R$ 47,4 bilhões.

O maior saldo negativo de maio aconteceu nos fundos de renda fixa (-R$ 22,3 bilhões) por conta da movimentação de apenas dois fundos dos tipos simples, soberana e duração baixa. Mesmo com esse resultado no mês passado, o saldo acumulado ainda é positivo em 2022 em R$ 98 bilhões.

O segundo maior saldo negativo aconteceu nos fundos de direitos creditórios, os FIDCs. O resgate líquido ficou em R$ 19,4 bilhões. No ano, a saída foi de R$ 43,1 bilhões.

Os multimercados registraram saída líquida de R$ 12,2 bilhões em maio. No acumulado do ano, a classe tem saldo negativo de R$ 55 bilhões. No ano, essa classe de fundos é a que acumula o maior resgate líquido entre todas as classes. Houve saída de R$ 44,8 bilhões.

Rentabilidade

Entre os subtipos de fundos, as maiores rentabilidades em maio foram registradas nos fundos de renda fixa duração alta grau de investimento, com retorno de 1,27%. Nos multimercados, o tipo balanceado teve retorno de 1,55%. Nas ações, o tipo mono ações, cuja estratégia é investir nas ações de apenas uma empresa, apresentou rendimento de 6,20%.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
Anbima