Tecnologia

São Paulo recebe novo centro de pesquisas para controle biológico de pragas e doenças

Crédito: Divulgação

O SPARCBio terá como meta a transferência de conhecimento para a empresa e para a sociedade (Crédito: Divulgação)

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), a Koppert Biological Systems e a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da Universidade de São Paulo (USP) investirão R$ 40 milhões nos próximos anos em um centro de pesquisas que terá como foco o desenvolvimento de um novo modelo de manejo de controle de pragas e doenças para a agricultura brasileira.

Os investimentos no São Paulo Advanced Research Center for Biological Control (SPARCBio) serão feitos pela FAPESP, por meio do programa Centros de Pesquisa em Engenharia, e pela Koppert, e terão como contrapartida recursos da Esalq para infraestrutura de pesquisa e custos de pessoal. O espaço estará localizado em Piracicaba (SP).



O centro terá como meta a transferência de conhecimento para a empresa e para a sociedade e prever, durante o desenvolvimento dos estudos, a interação com o sistema educacional, incluindo os níveis fundamental e médio, além de parcerias com diversas universidades nacionais e internacionais.

O centro conta com a participação de diversos pesquisadores e especialistas diretamente envolvidos com o projeto e com pesquisas sobre descoberta de novos agentes biológicos de controle, desenvolvimento de novas tecnologias e geração de conhecimento em manejo integrado de pragas e doenças.