Notícias

Sarrubbo convoca reunião para discutir abertura de igrejas como ‘essencial’

O decreto do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que classificou as igrejas como atividades essenciais e poupou os templos de fecharem as portas na pandemia, está na mira do Ministério Público do Estado.

O procurador-geral de Justiça, Mário Sarrubbo, convocou uma reunião virtual na próxima segunda-feira, 8, para examinar a medida. Foram convidados membros do gabinete de crise da covid-19 instituído no MP, líderes religiosos e integrantes do Comitê de Contingência do governo estadual.

O Estadão apurou que o encontro deve terminar com uma recomendação do chefe do Ministério Público paulista para exclusão de celebrações, cultos e demais encontros de caráter religioso do rol de atividades essenciais durante a fase vermelha – a mais restritiva do plano de contingência ao novo coronavírus, que passou a vigorar novamente desde sábado, 6.

No início do mês, ao anunciar o decreto, Doria adiantou que pretende transformar o dispositivo em lei “para que fique claro que as igrejas têm uma função essencial”.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?