Economia

Safra de novidades

Pela primeira vez, a produtividade da soja ultrapassa as 50 sacas por hectares no País e registra a volta do Estado do Paraná como líder de produção agrícola

 Agroconsult: André revela produtividade recorde e rentabilidade

Mapear a área cultivada com grãos no País tem sido uma rotina para o governo e empresas privadas, confirmando, a cada levantamento, o boom do agronegócio brasileiro, que vem quebrando seus próprios recordes de produtividade ano após ano. Segundo o Ministério da Agricultura (Mapa), a safra de grãos totalizou 153 milhões de toneladas nesta temporada e deve ser maior em 2011/12. Mas outras novidades não param de surgir. O Rally da Safra 2010/11, mapeamento agrícola realizado pela consultoria Agroconsult, apontou, por exemplo, um punhado de informações inéditas, como a significativa expansão de áreas cultivadas com grãos transgênicos, o retorno do Paraná como o maior produtor nacional de grãos, que segundo o Mapa foi de 30,95 milhões de toneladas, e as altas produtividades conquistadas na região do Mapito, que engloba Maranhão, Piauí e Tocantins, e no Estado da Bahia.

O levantamento foi realizado em dois meses, tempo em que as dez equipes de agrônomos da Agroconsult percorreram 55 mil quilômetros, visitando 1427 lavouras, nas quais colheram mais de 1,4 mil amostras de soja e milho. Foram mapeados os principais polos de produção, em 11 Estados (Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Tocantins, Piauí e Maranhão, além do Distrito Federal), que juntos representam 97% da área cultivada com soja e 70% da área plantada com milho no Brasil. Segundo o consultor André Pessoa, coordenador do Rally da Safra, o estudo mostrou que, pela primeira vez na história do agronegócio brasileiro, a produtividade da soja ultrapassou a barreira das 50 sacas por hectares. “Constatamos agora uma produtividade recorde, com ótima rentabilidade para o produtor.”, diz Pessoa. Segundo a Agroconsult, o estudo apurou que a produção de soja chegou a 72,7 milhões de toneladas nesta temporada (contra 68,9 milhões de toneladas na safra passada) a do milho permaneceu praticamente estável, com 34,8 milhões de toneladas (34 milhões de toneladas na safra anterior).

Transgênicos: Mapeamento aponta crescimento de 10,5%, em 2010

O Paraná se destacou como o maior produtor nacional de grãos. Produziu nesta safra mais de 30 milhões de toneladas, entre soja e milho. “Mesmo com todos os obstáculos que foram impostos aos produtores rurais (a proibição da comercialização de transgênicos e os problemas de invasões de terras), o setor não recuou”, disse o governador Beto Richa. Ele tem motivos de sobra para comemorar. Os números coletados nas lavouras de seu Estado superam todo o resto do País. “Lá, encontramos a maior produtividade de soja de todo o Brasil: 54 sacas por hectare”, diz Pessoa. A melhora no rendimento na produção de soja também chegou ao Rio Grande do Sul: de acordo com o Rally da Safra, a produtividade gaúcha chegou a 46,3 sacas por hectare. “Comparativamente, são números muito aquém do Paraná, mas é a maior produtividade registrada do Estado”, diz Pessoa.

Bem distante da região Sul, as lavouras do Mapito e da Bahia, leia-se o Oeste da Bahia, também despontaram no estudo, apesar do excesso de chuvas no período da colheita da soja, por exemplo. “Os períodos chuvosos interferiram um pouco, mas ainda assim os produtores tiveram boa produtividade”, afirma Marcos Rubin, coordenador da equipe local do Rally da Safra. “Todo período seco foi bem aproveitado, com as máquinas prontas para colher”, diz o produtor Romeu Franciosi, um dos sócios do grupo Irmãos Franciosi, que só no Oeste da Bahia possui sete propriedades rurais cultivadas com soja, milho e algodão. Segundo a Agroconsult, juntas, essas duas regiões colheram 10,4 milhões de toneladas. Desse total, 5,3 milhões de toneladas referem- se à produção no Maranhão, Piauí e Tocantins, um crescimento de 26,9% sobre a safra do ano passado. No Mapito, a área cultivada chegou a 3,3 milhões de hectares. A terceira grande novidade do Rally da Safra 2010/11 ficou com os transgênicos. A participação das sojas transgênicas, segundo o estudo, passou de 72% na safra 2009/10 para 86% em 2010/11. O milho de verão também registrou aumento surpreendente: de 45% em 2009/10 para 83% das plantações, na safra atual. Os números, segundo o Centro de Informação de Biotecnologia, estão alinhados com os da expansão global do cultivo transgênico, que em 2010 registrou um crescimento de 10,5%. A aplicação da biotecnologia na agricultura pode, nos próximos dez anos, trazer uma economia de US$ 80 bilhões, conforme um estudo apresentado pela Associação Brasileira de Sementes e Mudas.

O RALLY EM NÚMEROS

 Clique para ampliar