Negócios

Ele tem a água em gel

Empresa aposta no polímero como alternativa para reduzir o uso de água e quer conquistar o mercado agrícola com a novidade

Omar jamal:

“Com o uso do polímero, podemos reduzir em até 50% o consumo de água na irrigação”

E nquanto administrava suas fazendas no interior de São Paulo, uma das coisas que mais incomodava o empresário Omar El Jamal era o uso abusivo da água nas propriedades. Disposto a resolver o problema, ele começou uma extensa pesquisa. O resultado foi melhor do que o esperado e o empresário encontrou não apenas uma solução para sua fazenda como descobriu um novo negócio: a comercialização de um polímero capaz de otimizar o consumo de água das plantas e, consequentemente, reduzir a necessidade de água na irrigação. Ele então criou a Hydroplan e passou a adaptar o uso do produto, importado da França, para as necessidades brasileiras. “Essa tecnologia reduz 20% a 50% o uso de água na irrigação”, garante Jamal.

O polímero é um tipo de pó, que dá origem a dois tipos de produtos. O primeiro, em contato com a água, se transforma em um gel, que, ao ser aplicado na cova da planta, funciona como uma espécie de reservatório, armazenando a água e soltando na medida em que a planta necessita. Já o chamado HB10 é aplicado na água de irrigação, que fica com aspecto viscoso e retarda a absorção da água pela planta.

Comparação:

Experimento da empresa com cultivo de alface sem irrigação. O primeiro (da esq. para a dir.) teve plantio convencional. Já no segundo foi usado o polímero. Ao lado, plantadeira desenvolvida para aplicação do produto

“Essa tecnologia não tem toxidade e pode ser usada em qualquer cultura, desde que aplicado de maneira correta”, explica o empresário, que desenvolve também os projetos para a aplicação do produto. A operação pode variar quanto à quantidade e à forma de aplicação, de acordo com o clima, o tipo de solo e a cultura da região. “É preciso ter esses cuidados para ter o melhor resultado.”

Segundo o professor da Universidade Federal de Viçosa (MG) e especialista em irrigação, Everardo Chartuni Mantovani, esse tipo de tecnologia pode ajudar o produtor rural. “O produtor pode reduzir custos com irrigação. Assim é possível plantar fora da época de chuvas, que traz mais riscos com doenças e tem uma mão de obra mais cara”, pondera. De acordo com o diretor comercial da Hydroplan, Loremberg de Moraes, a grande vantagem da tecnologia está no baixo custo. “O custo médio é de R$ 50 por hectare com o gel. No caso do HB10, o custo é de R$ 0,75 a cada 100 mudas, finaliza.