Cocheira

Angus na frente?

No mês passado, a Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia) não divulgou o volume de doses de sêmen vendido por cada raça bovina em 2014, como fazia em anos anteriores.

Assim, os resultados das raças angus e nelore, os mais aguardados, ainda são desconhecidos pelo mercado. Mas, caso o desempenho do angus em 2014 tenha repetido 2013, a raça taurina novamente deve deixar o nelore para trás.  A aposta é de 3,3 milhões de doses de angus, ante 2,6 milhões do zebuíno. É esperar para ver. A Asbia prometeu a divulgação

 

 

PLANO SAFRA

Juros a galope

O que já era dado como certo pelo setor do agronegócio foi confirmado no mês passado pela ministra da Agricultura, Kátia Abreu: os juros de custeio do Plano Safra 2015/2016 vão aumentar.  A taxa média pode subir até 2% em cima dos 6,5% da média de juros praticados nesta safra. O Plano Safra deve ser apresentado ainda neste mês, ou em maio.

 

COMÉRCIO EXTERIOR 

Mais Europa, menos Mercosul

O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA), João Martins da Silva Júnior, aproveitou uma reunião com o secretário de Estado de Comércio Exterior da Bélgica, Pieter de Crem, realizada em Brasília no mês passado, para mandar um recado ao governo federal: o País precisa, rapidamente, de mais acordos bilaterais com a Europa. Martins disse que, hoje, o Mercosul impede o avanço de novos acordos do Brasil com o resto do mundo. A União Europeia compra 22% do que o País vende lá fora.

 

SEMENTES

Abrass sob nova direção

O produtor de sementes do Tocantins, Marco Alexandre Sousa, é o novo presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Sementes de Soja. A entidade nasceu em 2012 como uma tentativa de organizar o mercado de sementes da oleaginosa no País, um setor que enfrenta  a ilegalidade das chamadas sementes piratas, ou sem registro no Ministério da Agricultura.  Sousa assumiu a entidade pregando a necessidade de uma melhor regulamentação política do setor.

 

HOMENAGEM

Um homem e seu tempo

No mês passado, o professor e agrônomo Vidal Pedroso Faria, um dos maiores estudiosos da cadeia leiteira no País, orientador de 24 teses de mestrado e doutorado e autor de 248 trabalhos científicos, esteve na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP). O motivo da visita foi a abertura de uma estação de pesquisa que leva o seu nome e que servirá a bovinos leiteiros. “Ele é um visionário que cativou gerações. Merece toda a nossa homenagem”, diz Luiz Gustavo Nussio, diretor da Esalq.