Cocheira

De criador para criador

Pecuária

Em maio, durante a Expozebu, em Uberaba (MG), foi anunciado o maior negócio de compra e venda de sêmen bovino já realizado entre dois pecuaristas no País, de 60 mil doses. De um lado, Adir e Paulo Leonel, dae Estância 2L, selecionadores de nelore em São Miguel do Araguaia (GO). De outro, e quase vizinhos de porteira, os donos da fazenda Piratininga, que até 2010 pertencia ao falido empresário Wagner Canhedo, ex-dono da Vasp. Hoje, a fazenda de 130 mil hectares pertence aos empresários Marcelo Limírio Gonçalves, Waldeci de Melo e João Alves Queiroz Filho,o Júnior, dono do grupo Hipermarcas.

Consolidação

Três em um

A maior empresa nacional de beneficiamento de arroz e feijão, a Camil Alimentos, a Cosan Alimentos, detentora das marcas de varejo de açúcar União e da Barra, e a Gávea Investimentos, do ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, administradora de um patrimônio de R$ 13 bilhões, se uniram para formar uma nova companhia de alimentos com valor de mercado em torno de R$ 3 bilhões. A ideia é ganhar força na disputa acirrada que ocorre no varejo brasileiro. O anúncio da união foi feito no dia 29 de maio.

Indústria da carne

Marfrig reabrirá três frigoríficos

Com a perspectiva de maior oferta de gado no País, a Marfrig vai retomar, ainda neste trimestre, as operações nas unidades de abate em Pirenópolis (GO), Porto Murtinho (MS) e em Tucumã (PA). Com isso, as três unidades frigoríficas ampliarão em mais de 10% a capacidade de abate do grupo em território nacional, estimada em 13,5 mil toneladas diárias. A capacidade total dos três frigoríficos é de 3,15 mil cabeças por dia.

Sanidade

Sem vaca louca

O Brasil conquistou por unanimidade a mudança de status sanitário para Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), conhecida vulgarmente como doença da vaca louca, do atual risco controlado para insignificante. A alteração foi feita no dia 23 de maio, durante a 80ª Sessão Geral da Assembleia Mundial de Delegados da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês), em Paris. Com isso, o mercado de tripas para a União Europeia poderá ser retomado e a exportação de animais vivos e de carne in natura com osso para a Tunísia e o Egito será beneficiada.

Desapropriação

Chega de exploração

A PEC do Trabalho Escravo foi aprovada pelo plenário da Câmara, no dia 22 de maio, com o apoio maciço da bancada do PSDB. A Proposta de Emenda à Constituição determina a desapropriação de terras rurais e urbanas onde for constatada a exploração de trabalhadores em condições análogas à escravidão.

Terras brasileiras

Em mãos estrangeiras

A subcomissão do governo federal que avalia a compra de terras no Brasil por estrangeiros aprovou, no dia 22 de maio, o substitutivo do deputado Marcos Montes (PSD-MG) que permite que empresas nacionais, mesmo com maioria de capital estrangeiro, sejam consideradas brasileiras. Agora, até empresas com 99% de capital estrangeiro poderão comprar qualquer extensão de terra no País, respeitando a legislação usada por empresas 100% nacionais.