Edição nº 172 03.09 Ver ediçõs anteriores

Entrevista

Bojanic Helbingen Alan

Bojanic Helbingen Alan

O acesso à tecnologia moderna não é uma opção, é uma obrigação

Alécia Pontes
Edição 01/06/2014 - nº 115

Como inserir o pequeno produtor no mercado competitivo?

Com qualidade e produtividade. Isso tem a ver com extensão rural, com programas de capacitação para que melhores práticas sejam desenvolvidas com sustentabilidade. 

Como a sustentabilidade pode ajudar na agricultura familiar?

A produção sustentável é muito valorizada pelo consumidor. Com programas de denominação de origem a agricultura familiar pode se desenvolver mais e melhorar a rentabilidade. 

Como é possível profissionalizar o pequeno agricultor?

Além do apoio técnico no campo, há outro ponto importante pouco discutido. Nem sempre o pequeno produtor é um bom comercializador. Ele precisa do apoio de especialistas. 

As pequenas propriedades são compatíveis com a alta tecnologia?

Com certeza. O pequeno agricultor tem pelo menos um celular. Isso já é tecnologia moderna. Com o celular, ele pode saber das cotações. O acesso à tecnologia moderna não é uma opção, é uma obrigação.

As cooperativas tendem a ser a única saída para o pequeno produtor?

A cooperativa é a forma mais fácil para trabalhar. Mas existem outras, como criar associações de produtores que tenham interesse em comum, a exemplo da denominação de origem. 

O que é relevante quando se fala em política pública para os pequenos produtores?

São os programas de crédito, como o Pronaf. Eles são fundamentais, mas precisam ser programas de crédito orientados a alternativas rentáveis.

Além das linhas de crédito, que programas seriam ideais? 

Programa de incentivo à produção de subsistência é um deles. O desenvolvimento de novas lavouras, como o amaranto, por exemplo. São culturas difíceis de serem inseridas no mercado, mas são fundamentais para o autoconsumo. 

Qual é a melhor metodologia para separar o pequeno do médio produtor?

O pequeno é medido pelo uso da mão de obra. Já temos, inclusive, pequenos produtores de mil hectares. Se só trabalha a família, não importa o tamanho da área cultivada, ele é considerado
pequeno.

O que o mundo pode ensinar ao Brasil na agricultura familiar? 

O uso da tecnologia de irrigação. O pequeno produtor de Israel, por exemplo, já adotou sistemas de irrigação e culturas diferentes. No Egito, há muitas variedades de hortaliças, de baixo custo e alta rentabilidade, que ainda não existem no Brasil e poderiam dar certo aqui. 

O que o Brasil pode ensinar ao mundo?

O Brasil também tem muito a ensinar. O sistema de plantio direto é uma tecnologia que foi originada no País e que já foi exportada para a Argentina a Bolívia e o Paraguai. E ainda tem fronteiras para romper. 

 

OIE notifica 507 novos focos da peste suína, para total de 9.491 surtos no mundo

Área atingida

Área atingida

OIE notifica 507 novos focos da peste suína, para total de 9.491 surtos no mundo

ANTT terá economia de R$ 590 milhões com desburocratização

Simplificando processos

Simplificando processos

ANTT terá economia de R$ 590 milhões com desburocratização


4º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio tem foco em gestão

Movimento no campo

4º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio tem foco em gestão

O movimento feminista do agro é por poder

A nova onda

O movimento feminista do agro é por poder

Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio mostra o caminho que elas estão traçando


Cultivo do trigo beneficia sistemas de produção agrícola do Brasil Central

Embrapa

Cultivo do trigo beneficia sistemas de produção agrícola do Brasil Central


Saúde Animal

Mapa

Ministério fiscalizará rastreabilidade de vegetais em 7 centrais de abastecimento

Opinião

Para Salles, postura de Bolsonaro tem de ser aplaudida na questão da Amazônia

Congresso Latino-americano de Avicultura mostra o potencial do setor

Futuro em pauta

Futuro em pauta

Congresso Latino-americano de Avicultura mostra o potencial do setor

Evento que acontece em Lima, no Peru, reúne 600 empresas e um público de 5 mil pessoas por dia

GenesisGroup e AgroSafety associam-se para fortalecer a segurança agroalimentar na cadeia produtiva

Fusão

Fusão

GenesisGroup e AgroSafety associam-se para fortalecer a segurança agroalimentar na cadeia produtiva

Glifosato

Bayer pede anulação de veredicto que concede indenização de US$ 2 bi


Agroindústria


Agroindústria

Debêntures incentivadas em biocombustível somam R$ 4,1 bi em investimentos

Campo produtivo

Campo produtivo

Debêntures incentivadas em biocombustível somam R$ 4,1 bi em investimentos


Dispositivo eletrônico não invasivo avalia conforto térmico de bovinos

Bem-estar animal

Dispositivo eletrônico não invasivo avalia conforto térmico de bovinos

Mapa abre consulta pública sobre boas práticas agropecuárias para concessão

Selo Arte

Mapa abre consulta pública sobre boas práticas agropecuárias para concessão


Só na DINHEIRO RURAL


Só na DINHEIRO RURAL

ostreicultura

Interditado o cultivo de ostras e mexilhões na Ponta do Papagaio, em Palhoça

O que esperar da nova geração de produtores do agro?

Fabio Matuoka Mizumoto, Eugênio Spers e Ricardo Nicodemos

Fabio Matuoka Mizumoto, Eugênio Spers e Ricardo Nicodemos

O que esperar da nova geração de produtores do agro?

A agenda do clima

João Guilherme Ometto

A agenda do clima

“Não será tão simples descumprir o que acordamos com o nosso planeta”

X

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.