Estilo no Campo

Bruno sem Marrone

Cantor une forças com o empresário Branco e em pouco mais de seis meses já ocupa as primeiras posições do ranking dos criadores de nelore

 

QUASE POR ACASO: dupla, que se conheceu durante um dia de campo, posa ao lado da doadora Tundra

Ao lado de Marrone, ele já alcançou o topo das paradas musicais em todo o Brasil, com mais de oito milhões de CDs vendidos. Agora, em parceria com o empresário Edis Amaral Oliveira, mais conhecido como Branco, o cantor sertanejo Bruno quer chegar ao topo do ranking da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil. A missão pode não ser das mais fáceis, mas com muito trabalho, determinação e, sobretudo, grandes investimentos, este sonho vem aos poucos se tornando realidade. Formado há cerca de seis meses, o condomínio Rayo pra Você já está entre os cinco melhores expositores do Brasil, brigando ponto a ponto com neloristas bem mais tradicionais.

Mas eles querem o topo, e não poupam esforços para isso. Logo na chegada à fazenda onde a dupla mantém seu rebanho, em Padre Bernardo-GO, pode-se notar uma estrutura acima da média. Os 1,2 mil hectares da propriedade foram totalmente adaptados para a criação de nelore puro de origem. Modernas baias de alvenaria, sempre cheias de ração, estão por todos os lados. Até uma caixa com areia fofa foi construída no local para fortalecimento muscular dos animais de pista, que ainda fazem sessões de natação para relaxar e tomam banho com sabão de coco diariamente para melhorar a pelagem. Para a dupla, o bemestar dos animais está acima de tudo. Lá, eles são as estrelas.

 

“Animais de pista do condomínio Rayo pra Você correm, nadam e tomam banho com sabão de coco todos os dias. Segundo Bruno, este é o segredo do sucesso”

 

“O gado tem que ser bom, mas o manejo é fundamental para o sucesso”, garante Bruno, fazendo uma comparação pouco convencional. “Este tipo de animal tem que ser tratado como uma mulher.

Se bem que tem muita vaca aqui que gasta mais que mulher”, brinca o cantor. Perguntado sobre quanto seria este gasto, o sertanejo desconversa. “Só posso dizer que gastamos um bom dinheiro. Para entrar neste tipo de negócio é preciso investir alguns milhões, senão não fica bem feito. Não é uma brincadeira barata”, continua o sertanejo.

Responsável pela seleção e compra dos cerca de 500 animais P.O. e pela administração do condomínio, Branco faz questão de ressaltar que, mesmo com os altos investimentos feito pela dupla, o lucro é certo. “Apenas no nosso primeiro leilão, realizado em abril, tivemos um faturamento superior a R$ 3 milhões”, conta o empresário, dono de uma rede de supermercados no Distrito Federal, que promete um plantel ainda mais forte para a segunda edição do evento, em 2009. “Os leilões só servem para mostrar a nossa força.

Queremos crescer ainda mais”, diz. Freqüentador assíduo dos leilões de nelore, o músico Wilson Marques, da banda Chiclete com Banana, esteve presente ao primeiro pregão da dupla, quando arrematou 50% da doadora Branca, um dos destaques do Rayo pra Você, por R$ 300 mil. Segundo o baiano, foi uma ótima aquisição. “É um animal que está entre os melhores do Brasil e tem um grande futuro. É um prazer ser sócio do Bruno e do Branco, que neste curto periodo vêm se mostrando ótimos criadores”, afirma Marques.

A parceria entre Bruno e Branco surgiu quase que por acaso. Ex-criador de gado de corte, o sertanejo conheceu o empresário durante um “dia de campo” na fazenda de Padre Bernardo. Empolgado com a estrutura da propriedade e com a oportunidade de iniciar a criação de animais puros de origem, Bruno já saiu de lá dono de 50% da doadora Tundra. Depois desse dia, a relação entre eles se estreitou e, pouco tempo depois, formaram o condomínio. Desde fevereiro, quando passou a competir em pista, a dupla já faturou mais de 70 premiações, mas ainda não está satisfeita. Agora, só a liderança interessa.