Estilo no Campo

O passado é logo aqui

Revitalização de fazendas históricas em São Paulo incentiva o turismo e possibilita aos mais jovens conhecer parte e possibilita aos mais jovens conhecer parte do passado rural brasileiro

FAZENDA SANTA GERTRUDES: já foi utilizada em novelas como Esperança e A Escrava Isaura

Construídas nos séculos XVIII e XIX, no auge do ciclo do açúcar e do café, elas ajudaram a construir a história rural do Estado de São Paulo. Hoje, no entanto, estas propriedades vivem apenas do passado. Literalmente. Com suas características históricas e arquitetônicas preservadas, as Fazendas Históricas Paulistas vêm atraindo cada vez mais turistas dispostos a fugir do caos da capital e desfrutar algum tempo junto às belezas do campo.

FAZENDA CAPOAVA: mais rústica, destaca-se pela culinária brasileira

Ao todo 13 fazendas fazem parte da Associação Fazendas Históricas Paulistas. Espalhadas pelo interior do Estado, as propriedades são muito mais que simples hotéis-fazenda, sendo utilizadas também para turismo pedagógico, agroturismo, eventos empresariais, convenções, prática de esportes radicais, casamentos e até mesmo como cenários para novelas de época, como no caso da Fazenda Santa Gertrudes, na região de Limeira.

FAZENDA VILA RICA: dá assessoria completa para a organização de casamentos

Fundada em 1854 pelo Barão de São João do Rio Claro, a fazenda, que em seus tempos áureos era uma das maiores produtoras de café de São Paulo, foi utilizada em novelas de grande sucesso, como Esperança, da Rede Globo, e A Escrava Isaura, da Rede Record, que se passavam no século XIX. Hoje, a propriedade é aberta a eventos de todos os tipos e comporta até 500 convidados.

“A sede estava abandonada e tinha uma manutenção caríssima. Para arcar com os custos, nós passamos a abrir para visitação. Mas isso se tornou muito importante para nós porque é uma atividade que preserva tanto a parte histórica quanto o meio ambiente. É a preservação de um patrimônio histórico. Se não fizéssemos isso, a única opção seria demolir”, explica Luis Filipe Botelho de Medeiros, um dos proprietários da fazenda, ressaltando que hoje cerca de 15% do faturamento provém do turismo.

Medeiros lembra ainda que, por ser muito antigo, o local não tem estrutura para receber um maquinário adequado para a prática da agricultura moderna, assim como em muitas outras propriedades da região, e que por isso o turismo vem se desenvolvendo tanto no Estado de São Paulo. “A estrutura está obsoleta, não serve mais para o tipo de agricultura que se faz hoje. Na verdade o turismo começou por uma falta de opção”, conta.

Também com tradição cafeeira, a Fazenda Vila Rica, em Itatiba, mantém móveis originais com mais de um século de história, mas se especializou na realização de casamentos, oferecendo inclusive assessoria completa na produção, organização e montagem dos eventos, contando até com staff próprio. Além dos 1.000 m2 de área útil, que comportam 600 pessoas, o local ainda pode acomodar os familiares dos noivos em suas dez suítes decoradas em estilo clássico.

Já a Fazenda Pinhal, em São Carlos, é remanescente do ciclo açucareiro paulista, tanto que é considerada patrimônio histórico nacional pelo Ministério da Cultura. Mesmo assim, a propriedade oferece um serviço digno de hotel cinco-estrelas, com direito a lençóis de algodão egípcio e travesseiros de pluma de ganso, tudo combinando com uma mobília centenária. Fora do quarto o luxo também é garantido graças a festivais gastronômicos com chefs internacionais e exclusiva carta de vinhos, mas nunca deixando de lado os doces típicos preparados com frutas colhidas nos pomares da fazenda.

“É A PRESERVAÇÃO DE UM PATRIMÔNIO. SEM O TURISMO, A OPÇÃO SERIA DEMOLIR”

LUÍS MEDEIROS, da fazenda Sta. Gertrudes

FAZENDA PINHAL: lençóis de algodão egípcio e travesseiros de pluma

Mas, para quem não está preocupado com conforto e prefere um estilo mais rústico, uma boa pedida é a Fazenda Capoava, em Itu. Bem no etilo hotel-fazenda tradicional, destaca- se pela culinária típica brasileira, servindo feijoada, aos sábados, e leitão pururuca, aos domingos. A paisagem local também merece destaque. Cercada pela Mata Atlântica, a fazenda tem vista para uma bela paisagem de rochas de granito, com mais de 600 milhões de anos.

Os aventureiros também não ficam de fora no roteiro das Fazendas Históricas Paulistas. Situada em Dourado, a Fazenda Bela Vista oferece um turismo rural mais radical, com opções de rapel, bóia cross, arborismo (técnica que utiliza plataformas interligadas por cabos de aço para formar uma trilha sobre copas das árvores) e tirolesa com extensão de 280 metros. Sem dúvida, um passeio nada convencional.

AS 13 FAZENDAS HISTÓRICAS PAULISTAS

CAMPINAS

• FAZENDA SANTA MARIA

www.fsantamaria.com.br

(19) 3298 6423

• FAZENDA VILA RICA

www.fazendavilarica.com.br

(11) 7636 7794

ITU

• FAZENDA CAPOAVA

www.fazendacapoava.com.br

(11) 4023 0803

• ROSÁRIO/CASA DOS BANDEIRANTES

pacheconet@uol.com.br

(11) 4023 0624

JAÚ

FAZENDA MANDAGUAHY

www.fazendamandaguahy.com.br

(14) 3622 2707

LIMEIRA

• FAZENDA QUILOMBO

franciscorar@yahoo.com.br

(19) 3451 4005

• FAZENDA SANTA GERTRUDES

www.fazendasantagertrudes.com.br

19 3545 1317

MOCOCA

• FAZENDA AURORA

www.fazendaaurora.com.br

(19) 3672 1277

• FAZENDA NOVA

www.fazendanova.com

(19) 3656 0109

• FAZENDA SANTA CECÍLIA

www.fazendasantacecilia.com.br

(16) 3659 8656

SÃO CARLOS

• FAZENDA BELA VISTA

www.fazendabelavista.com.br

(16) 3345 1108

Bóia cross é uma opção em São Carlos

• FAZENDA SANTA MARIA DO MONJOLINHO

verazmalta@terra.com.br

(16) 3366 7143

• FAZENDA PINHAL

www.fazendapinhal.com.br

(16) 3375 7142

por Nicholas Vital