Estilo no Campo

Tributo animal

Os movimentos e a beleza dos cavalos são a inspiração da obra da pintora Tata de Fiori

Do seu ateliê, localizado em Campinas, no interior paulista, a artista plástica Tata de Fiori avista uma bela paisagem, na qual sobressai uma pista repleta de exuberantes cavalos de diferentes raças. É ali, com uma tela em mãos, que seus quadros ganham vida. Entre uma pincelada e outra, Tata aperfeiçoa o que considera não um estilo, mas técnicas diferenciadas. Suas pinturas inovadoras, com riqueza de detalhes e a sua intimidade com os animais permitiramlhe não seguir regras. “Prefiro captar a expressão do olhar e movimento do cotidiano desses animais”, diz. Essa característica é notada em todas as suas obras.

As pinceladas rápidas, ao estilo Van Gogh, aparecem vez ou outra em seu trabalho, mas os traços e as curvas expressivas resultam numa forma singular de retratar os animais. “O uso da técnica do nanquim e lápis de cor permite transformar o olhar desses cavalos em humano”, diz Tata. Catalã de nascimento, mas brasileira de coração, Tata, que vive no País desde os dois anos de idade, descobriu cedo sua paixão pelas artes plásticas. Ainda na infância, costumava observar o pai na arte de talhar madeira. Aos 20 anos, começou a frequentar um curso de cerâmica e de pintura em madeira, em Campinas, e só anos mais tarde foi conquistada pelo pincel e pelas telas.

Obras: a artista plástica escolheu os cavalos como tema para sua arte e estilo de vida

Aprender sempre foi uma paixão para Tata, que tem em seu currículo formação em filosofia pela PUC/ SP, arte contemporânea pela Escola de Arte & Design de Campinas e desenho industrial pelo Instituto Tomie Ohtake, na capital paulista. Mas foi o cavalo que ela escolheu como tema para sua arte e estilo de vida. Ela vive no Villa Jalna Dressage, um manège (centro de treinamento para cavalos de esporte) em Campinas, com o filho, o cavaleiro Sérgio Castany de Fiori, onde se divide entre os animais e o ateliê que abriga inúmeras pinturas, aquarelas e livros inspirados nesses animais.

Tata costuma expor suas telas em hípicas e eventos do setor de cavalos. Suas obras custam em média R$ 700. Além da pintura, Tata também se dedica à literatura. É autora do livro Liberdade, um tributo ao cavalo, uma homenagem em versos e prosa aos equinos, lançado em 2005.