Porteira Aberta

Pecuária perdendo espaço

Estudos recentes do Instituto de Economia Agrícola (IEA).

Estudos recentes do Instituto de Economia Agrícola (IEA), vinculado à Secretaria da paulista, apontam que, até 2030, 2,8 milhões de hectares que hoje são ocupados com pastos poderão dar lugar a canaviais e florestas plantadas. No horizonte traçado, a área de pastagens poderá cair para 5,27 milhões de hectares. Considerando-se as tendências de alta das demandas, confira para quem o past

1 3

2

1 – Seringueiras De 300 mil a 400 mil hectares

2 – Eucalipto De 1,4 milhão para 2,7 milhões de hectares

3 – Cana Deve ocupar entre 5,3 milhões e 6,8 milhões de hectares

 

Negócios

Fusão a vista

A Brasil Ecodiesel recebeu proposta da Vanguarda Participações, uma das maiores produtoras agrícolas brasileiras, para fusão dos negócios, que deve originar o maior grupo de agronegócio do Brasil. A transação seria da ordem de R$ 2,16 bilhões. A Vanguarda é dona de dez unidades de produção no MT e na BA, com 230 mil hectares de plantio.

Portos

O abacaxi de Eike Batista

Produtores rurais de São João da Barra (RJ) bloquearam estradas de acesso ao porto de Açu. O empreendimento, um dos maiores do País, está sendo tocado pela LLX, do empresário Eike Batista. Segundo os produtores, as desapropriações estão sendo feitas sem aviso. As obras, orçadas em R$ 3,4 bilhões, incluem a construção de terminais portuários e um estaleiro.

Transporte

Movido a soja

Chegou às ruas de Curitiba o novo biarticulado. O veículo tem capacidade para 250 passageiros, é movido exclusivamente a biocombustível feito à base de soja, o que significa redução de 50% de emissão de fumaça. O projeto, tecnicamente conhecido como 100% Biocombustível, foi implantado em caráter experimental em 2009.

Pecuária

Reduzir metano

maneiras de alterar a dieta de vacas e ovelhas, com o objetivo de tentar reduzir a emissão de gases causadores de efeito estufa, evitando arrotos e flatulência. Um estudo feito pela Universidade de Reading, o Instituto de Ciências Biológicas, Ambientais e Rurais da Universidade de Aberystwyth sugere modificações na dieta alimentar que reduz a emissão de gás em até 33%.

 

Estudos recentes do Instituto de Economia Agrícola (IEA), vinculado à Secretaria da paulista, apontam que, até 2030, 2,8 milhões de hectares que hoje são ocupados com pastos poderão dar lugar a canaviais e florestas plantadas. No horizonte traçado, a área de pastagens poderá cair para 5,27 milhões de hectares. Considerando-se as tendências de alta das demandas, confira para quem o past

Intercâmbio

Comitiva do

Sudão no Brasil

A sede da central de inseminação CRV Lagoa, em Sertãozinho (SP), recebeu em abril a visita de uma delegação do governo do Sudão. A missão visitou a Central para conhecer as novidades do agronegócio nacional. Eles conheceram também o trabalho de melhoramento genético realizado nos rebanhos do Brasil.

Tecnologia

Etanol à base de sorgo

A CanaVialis, empresa do setor canavieio, desenvolveu uma tecnologia para amenizar o problema de escassez de etanol no País. A ideia é produzir o sorgo sacarino para fabricação de etanol pelas usinas. A proposta não é competir com a cana-de-açúcar, mas se tornar uma alternativa de rotação de culturas em áreas de reforma de canavial.

Aquisição

Grupo 3Corações compra Fino Grão

O grupo 3Corações, do Rio Grande do Norte, adquiriu por R$ 50 milhões a empresa mineira Café Fino Grão, segunda marca mais vendida no Estado. No ano passado, a 3Corações faturou R$ 1,6 bilhão, com projeção de R$ 2 bilhões para 2011. A empresa é dona de mais de 10 marcas, incluindo cafés, achocolatados e temperos.

Defensivos

Bayer e Syngenta anunciam acordo

A alemã Bayer CropScience e a suíça Syngenta anunciaram um acordo global para desenvolver semente de soja resistente ao herbicida HPPD. Com a tecnologia, a soja ganhará tolerância ao defensivo, sobrevivendo mesmo após as aplicações. A expectativa é de que o produto seja lançado nos EUA após 2015.

Meio ambiente

Código Florestal perto de consenso

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou que o governo já está próximo de apresentar nova proposta para o Código Florestal. Segundo ela, a discussão em andamento nos ministérios da , Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário são de cunho técnico e visam fazer com que os produtores rurais trabalhem dentro da legalidade.

Fast Food

“Hambúrguer para todos”

O secretário de Comércio Interior da Argentina, Guillermo Moreno, anunciou que o governo e a empresa Quickfood, do grupo Marfrig, assinaram acordo mediante o qual o frigorífico se comprometeu a entregar aos supermercados e açougues uma nova Patynesa – hambúrgueres de carne bovina empanados, ao preço de 19,80 pesos (US$ 4,89) por quilo.

 

Estudos recentes do Instituto de Economia Agrícola (IEA), vinculado à Secretaria da paulista, apontam que, até 2030, 2,8 milhões de hectares que hoje são ocupados com pastos poderão dar lugar a canaviais e florestas plantadas. No horizonte traçado, a área de pastagens poderá cair para 5,27 milhões de hectares. Considerando-se as tendências de alta das demandas, confira para quem o past

Tecnologia

Agrishow 2011

Reunindo 730 marcas de 45 países, a principal vitrine de tecnologia e novidades no setor de agribusiness, a 18ª Feira Internacional da Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow) movimenta entre 2 e 6 de maio o Polo Regional de Desenvolvimento Tecnológico dos Agronegócios do Centro-Leste – Centro de Cana IAC, em Ribeirão Preto (SP). Entre as novidades está a ampliação dos setores regionalizados, como irrigação, tratores e armazenagem.

Alimentos

Marfrig de olho na China

A Marfrig anunciou duas parcerias no mercado chinês. Para atuar no setor de logística e transporte, firmou joint venture com a estatal Cofco, maior fabricante de alimentos e líder na importação e exportação de grãos na China. A outra parceira é a Chinwhiz Poultry. O acordo prevê investimento de US$ 252 milhões em 10 anos.

Seguro

Dívida rural atinge R$ 162 milhões

Os subsídios do seguro rural deixaram de ser pagos pelo governo federal desde setembro de 2010. De lá para cá, a dívida acumulou em R$ 162,7 milhões com seguradoras e resseguradoras nacionais e internacionais. O Ministério da pagou R$ 35 milhões dos R$ 198 milhões contratados. Isso significa um risco para as lavouras de milho safrinha e trigo, sobretudo, nos Estados de Goiás e Mato Grosso do Sul.

Avicultura

Exportações em xeque

“O câmbio está tirando a competitividade do setor avícola brasileiro, que estava calcado pelos baixos custos de produção com o dólar baixo”, diz Francisco Turra, presidente da União Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos. Segundo ele, as empresas estão perdendo rentabilidade. “Se a política cambial não mudar algumas delas, reduzirão turnos de abate, ou seja, irá gerar demissões. Se não consegue exportar, a empresa precisa desovar o produto no mercado interno”, diz.