Hippus

Puro-sangue & Cia

Jovens campeões

A equipe brasileira de hipismo foi destaque em todas as categorias individuais disputadas no Campeonato Americano da Juventude, realizado entre os dias 7 e 12 de outubro, em Santiago, no Chile. Nas categorias Mirim, de 12 a 14 anos, e Júnior, de 14 a 18 anos, o Brasil conquistou as principais posições, do primeiro ao quarto lugar. O destaque na Júnior foi Giulia Scampini, que se sagrou bicampeã no torneio. O Brasil ficou em primeiro lugar em número de medalhas individuais, com três ouros, quatro pratas e quatro bronzes. Não estão incluídas nessa conta oito medalhas por equipes. O campeonato reuniu atletas da Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Panamá, Uruguai e Venezuela. 

Unidos pelas rédeas

Com a abertura de um núcleo brasileiro da Associação Nacional de Cavalos de Rédeas no Uruguai, em agosto passado, o País passou a integrar o calendário de provas local. A partir deste mês, até maio do ano que vem, estão previstas três etapas de provas promovidas pelo núcleo brasileiro, com o apoio da Associação de Rédeas do Uruguai (Ancru). As provas classificarão os atletas para competir no Campeonato Nacional da Ancru do ano que vem.

Cavaleiro das Américas

Durante o 35º Campeonato Potro do Futuro e a 8ª Copa dos Campeões da raça quarto de milha, realizada de 13 a 19 de outubro, em Avaré (SP), a Associação Brasileira de Criadores da raça prestou homenagem ao cavaleiro Filipe Masetti Leite, que, em 803 dias de cavalgada, percorreu 12 países num trajeto total de 16 mil quilômetros. Masetti Leite, 27 anos, partiu de Calgary, no Canadá, em 8 de julho de 2012, e chegou em sua cidade natal, Espírito Santo do Pinhal (SP), no dia 13 de setembro deste ano. Com esse feito, Massetti Leite passou a ser chamado de Cavaleiro das Américas. 

Festa brasileira do árabe

Com o objetivo de exaltar os melhores cavalos da raça árabe no País, a Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe fará uma apresentação de 38 animais de conformação de linhagens consagradas, no dia 23 de novembro. O evento chamado de Festa Brasileira encerrará a programação da 33ª Exposição Nacional da entidade, que está completando 50 anos, em 2014. A exposição começa no dia 19, no Helvetia Riding Center, em Indaiatuba (SP). 

Cânter
O criador de equinos José Luiz Lima Laitano tomou posse como presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Crioulo, com sede em Pelotas (RS), no dia 8 de outubro. Até a sua eleição, Laitano ocupava uma das vice-presidências da entidade e era o responsável pelo marketing da raça. 

Qual é o foco de seu trabalho daqui para a frente?
Vamos dar continuidade ao que já vinha sendo feito. Os plantéis da raça têm crescido nos últimos anos e isso aponta que estamos no caminho certo. Atualmente, são cerca de 300 mil animais e, por ano, nascem em torno de cinco mil. 

Mas a raça ainda se concentra no Rio Grande do Sul. Como expandir para outros Estados? 
Fixando a entidade em outros locais. Por exemplo, ainda neste ano vamos montar nossa primeira subsede na capital paulista. 

Quais serão as tarefas dessa subsede?
Ela terá toda a estrutura técnica e de registro de animais. Também agendamos para os próximos meses, em São Paulo, uma prova classificatória ao Freio de Ouro de 2015. 

No Parque de Esteio, onde acontece a final do Freio, também haverá investimentos?
Sim. Estamos investindo R$ 15 milhões para dobrar a área das provas, saindo de cinco hectares para dez hectares. Com isso, vamos construir mais pistas e concentrar nossas operações em um único lugar.