Hippus

Puro-Sangue & Cia

A marcha dos resistentes

 

O tradicional teste de resistência do cavalo crioulo, realizado todos os anos pela associação brasileira de criadores da raça, aconteceu entre 8 e 22 de julho, durante a 11ª Marcha de Integração. O percurso de 750 quilômetros, divididos por etapas, teve início na Cabanha Manto Azul, em Santo Antônio da Patrulha (RS), de onde partiam os 33 conjuntos da prova. O primeiro lugar ficou com a égua Santa Glória Macabra e o cavaleiro Rômulo Gamarra, da Cabanha Santa Glória, de Melo, no Uruguai, com o tempo de 67,05 horas.

Nova Prova

 

A Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador apresentou uma nova prova funcional na 31ª exposição da raça, realizada no fim de julho, em Belo Horizonte. Na nova prova, de maneabilidade, o conjunto cavalo e cavaleiro deve ultrapassar obstáculos em um menor tempo possível, e sem faltas.

Ginástica a cavalo

 

Cavaleiros especializados em volteio participam do Mundial 2012 de Volteadores, em Le Mans, na França, entre 15 e 19 de agosto. Para melhorar a performance dos atletas, a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) contratou o técnico francês Mathias Lang, que também selecionou os seis atletas do País para competir nesta edição do evento.

Supercampeão

 

Serguei Fofanoff, o Guêga, é o mais premiado cavaleiro brasileiro do concurso completo de equitação (CCE). No final de julho, Guêga voltou às pistas olímpicas, em Londres, comemorando mais um feito: saltou da 35ª para a 12ª colocação no ranking mundial promovido pela Federação Equestre Internacional (FEI). O cavaleiro é dono da melhor colocação de um brasileiro, em mais de uma década.

De olho no futuro

 

Entre os dias 27 e 30 de setembro será realizado em Lanaken, na Bélgica, o Campeonato Mundial de Cavalos Novos. Participam das provas cavaleiros montados em animais de 4 a 7 anos, em provas de salto com obstáculos. O objetivo da competição é observar a evolução do cavalo. No País, esse tipo de campeonato começou em 2009. Para participarem do evento na Bélgica, no início deste mês, foram selecionados, os melhores brasileiros nas quatro categorias da prova.

Cânter

Flávia Cajé, presidente da Associação Nacional dos Três Tambores (ANTT), fala sobre a relação das festas de peão com o esporte que consiste em levar o cavalo a contornar três tambores no menor tempo possível. Nos últimos nove anos, foram distribuídos no País R$ 850 mil em prêmios.

Qual a importância dos rodeios para os três tambores?
As festas de peão movimentam altas cifras em dinheiro e dão grande visibilidade para os esportes equestres, especialmente para o tambor. Aliada a isso, desde que foi criada, em 2003, a ANTT investe para tornar o rodeio a vitrine do esporte.

Quais as raças ideais para o esporte, e qual a mais utilizada?
O quarto de milha é raça mais habilidosa para o esporte, responsável por 95% dos animais nas pistas.

Quantas competidoras há no País?
São mais de 500 atletas e São Paulo é o Estado que mais investe na modalidade. É nele que estão as maiores festas de peão.