Hippus

Puro-sangue & Cia

Apartação nota dez

O cavaleiro Filipe Matheus Pongitore Pessoa, 15 anos, ficou em segundo lugar na final da  categoria Apartação pelo Campeonato Mundial da Associação Jovem Americana de Quarto de Milha (AQHYA, na sigla em inglês), na qual concorrem competidores de até 18 anos de idade. O brasileiro, que nasceu em Bauru (SP), fez 217,5 pontos, ficando atrás do americano Trevor Pritchett, com 221,5 pontos. Realizado de 1º a 9 de agosto na cidade de Oklahoma, no Meio-Oeste dos  Estados Unidos, o torneio contou com 815 inscritos de 11 países.

Brasil de coração

A brasileira naturalizada portuguesa Luciana Diniz foi a grande campeã de hipismo na final do Longines Global Champions Tour de Valkenswaard, torneio disputado na  Holanda, no início de agosto. Montando a égua Lady Lindenhof, a atleta fez a marca de duplo zero em 33s35 na prova de 1,5 m com obstáculos. Na quarta posição ficou o brasileiro Doda Miranda, com a marca de duplo zero em 34s66. O campeonato, composto de 14 torneios, reúne os 30 melhores cavaleiros do mundo e distribui prêmios no valor de € 9 milhões. As próximas competições serão realizadas na Inglaterra, Suíça, Áustria, Itália. O encerramento da temporada acontecerá em Doha, no Catar, em novembro.

Agenda sul-americana

Está marcada para o período de 25 a 29 de março de 2015, em Buenos Aires, a Expo-FICCC, evento realizado pela Federação Internacional de Criadores de Cavalos Crioulos (FICCC). A exposição, que conta com provas de morfologia, enduro, rodeio e freio de ouro, é o principal ponto de encontro sul-americano de cavaleiros e criadores dos países do Mercosul. Para outras informações, ligue para a Asociación de Cridores de Caballos Criollos, +54 11 4961-3387 ou e-mail para info@caballoscriollos.com.

Crioulaço já tem finalistas para 2015

Dezesseis duplas já garantiram vagas para a final do Crioulaço de 2015, no fim de abril, em Esteio (RS). O resultado saiu da seletiva realizada em Palmas, no Paraná, no início de agosto, na qual participaram 50 duplas. A prova foi organizada pelo núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos do Sudoeste do Paraná, com a supervisão da associação nacional da raça.

Cânter

Pela primeira vez, um veterinário sul-americano faz parte do time técnico dos Jogos Equestres Mundiais, organizado pela Federação Equestre Internacional (FEI), que acontece de 23 de agosto a 7 de setembro, em Caen, na França. O escolhido foi o brasileiro Thomas Wolff, diretor da Confederação Brasileira de Hipismo. 

Quando o sr. recebeu o convite para participar desse evento na França?
A FEI entrou em contato comigo há cerca de um ano. Aceitei porque o convite representa um reconhecimento, lá fora, da medicina veterinária praticada no País.

Quantos profissionais foram convidados?
Para a Comissão Veterinária I sou um dos seis convidados, ao lado de três veterinários franceses, um americano e um alemão.

Qual função o sr. exercerá nessa comissão?
Ao todo são oito comissões. A que integro responde pela saúde dos animais, pela organização do torneio e por prestar assistência aos competidores nas provas de salto, adestramento, rédeas, volteio e cross country.

Já participou em outros eventos internacionais?
Sim. Fui o veterinário responsável pela equipe brasileira de hipismo nos Jogos Olímpicos de Seul, na Coreia do Sul, em 1988, e em Pequim, na China, em 2008.