Economia

Setor de máquinas agrícolas registra em abril a mais baixa produção desde 2016

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Na comparação com o resultado de março, a retração atingiu 58%. Na comparação com abril de 2019, a variação foi negativa em 60%. As informações são Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

A força que o agronegócio ainda mantém durante a pandemia da Covid-19 não foi suficiente para que a indústria automotora brasileira continuasse com sua produção de máquinas agrícolas e rodoviárias a todo vapor. Ao todo, foram fabricadas 1.752 unidades em abril, pior resultado desde janeiro de 2016, quando saíram das fábricas 1.653 unidades.

Na comparação com o resultado de março, a retração atingiu 58%. Na comparação com abril de 2019, a variação foi negativa em 60%. As informações são Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

No mês passado, foram produzidos 1.247 tratores de rodas, 169 tratores de esteiras, 38 colheitadeiras de grãos, 20 colheitadeiras de cana e 278 retroescavadeiras.

+ Indústria de máquinas tem alta de 2,3% no primeiro trimestre
+ Venda de máquinas agrícolas e rodoviárias sobe em março, diz Anfavea 

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro