Economia

Soja: Abiove eleva previsões de produção e exportação do Brasil em 2019 e 2020

Crédito: Arquivo / Embrapa

Já para 2020/21 a previsão subiu de 131,7 milhões para 132,6 milhões de toneladas (Crédito: Arquivo / Embrapa)

São Paulo, 6/11/2020 – A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) elevou a sua estimativa de produção de soja do Brasil em 2019/20 de 125,8 milhões para 126,4 milhões de toneladas, enquanto a previsão de colheita da oleaginosa em 2020/21 subiu de 131,7 milhões para 132,6 milhões de toneladas.

A associação também elevou as projeções de exportação em 2020 e 2021. Para este ano, a Abiove passou a prever venda externa de 82 milhões de toneladas, ante 81 milhões de toneladas projetadas até o mês passado. Já para 2021, a expectativa passou de 82 milhões para 83,5 milhões de toneladas, volume que, se confirmado, superaria o recorde de 83,2 milhões de toneladas de 2018.

+ Emater: com volta das chuvas, RS retoma plantio de soja e milho
+ StoneX eleva previsão de produção de soja no Brasil para 133,479 milhões de t

A Abiove manteve a sua expectativa de processamento em 2020 em 44,6 milhões de toneladas, mas elevou a previsão para o ano que vem, de 45,5 milhões para 45,8 milhões de toneladas. “A demanda crescente pelos produtos do Complexo Soja tem resultado em crescimento anual do processamento, estimulando a industrialização da soja e a agregação de valor”, disse o economista-chefe da Abiove, Daniel Furlan Amaral, em nota enviada pela associação. “Em 2021 este cenário não será diferente, a indústria de oleaginosas seguirá firme para atender a demanda gerada pela retomada do consumo interno do farelo, óleo e também do biodiesel.”

A perspectiva de importação neste ano subiu de 850 mil para 1 milhão de toneladas. Para o ano que vem, a Abiove projetou que o Brasil importará 500 mil toneladas de soja, ante 350 mil toneladas previstas até o mês passado.

A associação previu ainda estoque final de 319 mil toneladas em 2020, ante 569 mil toneladas esperados até o mês passado. Para 2021, a Abiove reduziu a sua previsão, de 1,219 milhão para 219 mil toneladas.

Derivados

A Abiove manteve as suas previsões de produção de derivados de soja em 2020, mas aumentou a perspectiva de fabricação de farelo e óleo em 2021. Para 2021, a Abiove prevê produção de farelo de soja de 34,9 milhões de toneladas, ante 34,6 milhões de toneladas projetados até o mês passado. A associação também elevou a sua expectativa de consumo interno, de 16,8 milhões para 17,4 milhões de toneladas, e de exportação, de 16 milhões para 16,4 milhões de toneladas.

Quanto ao óleo de soja, a projeção de produção no ano que vem passou de 9,15 milhões para 9,20 milhões de toneladas. A Abiove elevou a previsão de consumo interno de 8,95 milhões para 9,05 milhões de toneladas.

Já para 2020, a Abiove estima produção de 33,991 milhões de toneladas de farelo e 8,969 milhões de toneladas de óleo, estáveis ante as projeções do mês anterior.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro