Geral

Stratégie Grains eleva previsão de superávit de milho e trigo na Europa

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Para o milho, a Stratégie Grains elevou suas projeções de superávit ao fim da safra 2021/22 para 2,4 milhões de toneladas (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

Londres, 13 – A consultoria francesa de commodities agrícolas Stratégie Grains elevou a sua previsão de superávit de milho e de trigo na Europa na safra 2021/22 em 700 mil toneladas, para 4,3 milhões de toneladas. Em relatório mensal, a consultoria afirmou que o aperto nos mercados de grãos europeus deve ser menos intenso, em virtude da perspectiva de enfraquecimento da demanda, enquanto as produções de grãos do bloco ainda devem ser consideráveis. A estimativa inclui as previsões para os 28 Estados-Membros da União Europeia (UE).

Para o milho, a Stratégie elevou suas projeções de superávit ao fim da safra 2021/22 para 2,4 milhões de toneladas, 400 mil toneladas a mais do que havia previsto no mês passado. No trigo, o superávit deve ser de 1,9 milhão de toneladas, 300 mil t superior à estimativa anterior.

+ BNDES vai esperar o ‘melhor momento’ para fazer oferta de ações da Copel
+ Lote com 5,7 milhões de doses de vacinas começa a ser distrib
uído

A consultoria também elevou a estimativa de superávit de cevada em 2021/22 de 2,0 milhões de toneladas para 2,3 milhões de toneladas.

A produção do bloco deve permanecer elevada tanto para o trigo quanto para o milho, estimadas em 129,6 milhões de toneladas e 65,2 milhões de toneladas, respectivamente. A colheita de cevada está projetada pela consultoria em 53,7 milhões de toneladas, queda de 300 mil toneladas em relação à previsão do mês passado.

Quanto ao consumo, a consultoria afirmou que prevê uma demanda mais fraca do que esperado anteriormente para todos os grãos europeus.

A Stratégie reduziu a estimativa de consumo de trigo para 102,6 milhões de toneladas, de milho, para 75,4 milhões de toneladas e de cevada, para 47,6 milhões de toneladas. A perspectiva de importação de milho pelo bloco também foi cortada em 1,7 milhão de toneladas, para 15,3 milhões de toneladas. O ajuste deve-se à menor demanda de países como Ucrânia, apontou a consultoria.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais