Economia

Selo Arte beneficia 170 mil produtores de queijos artesanais

Selo Arte beneficia 170 mil produtores de queijos artesanais

Brasília, 18/7 – A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou nesta quinta-feira que o chamado Selo Arte, que foi regulamentado nesta tarde pelo presidente Jair Bolsonaro, vai beneficiar cerca de 170 mil produtores de queijos artesanais no País.

“Selo Arte parece coisa pequena, mas tem repercussão fantástica. Nossos produtores estavam presos a uma legislação do passado, da década de 1950, nossos pequenos produtores estavam na prática proibidos de comercializar produtos artesanais de origem animal fora de seus Estados”, disse.

O selo autoriza a venda interestadual de produtos alimentícios artesanais. Entre os produtos beneficiados pela lei estão queijos, mel, pescados e embutidos. Eles poderão ser comercializados em todo o território nacional desde que atendam as exigências de boas práticas agropecuárias e de fabricação.

A ministra destacou que os produtos terão agora a identificação geográfica e a fiscalização da produção será feita por órgãos estaduais. De acordo com ela, os queijos, principalmente, poderão ser exportados com maior facilidade.

No início do mês, Cristina afirmou que o acordo do Mercosul com a União Europeia trazia ganhos para o setor de queijos e cobrou, na época, políticas públicas para aumentar a competitividade do setor.