Economia

Tereza Cristina: vamos incluir bioinsumos no próximo Plano Safra

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, anunciou nesta quarta, 27, que os bioinsumos serão inclusos no próximo Plano Agrícola e Pecuário, referente ao ciclo 2020/21. “O próximo Plano Safra será lançado daqui a 20 dias e o fomento aos bioinsumos será contemplado”, afirmou Tereza Cristina, durante live de lançamento do Programa Nacional de Bioinsumos. Bioinsumos são produtos utilizados para controle de pragas e doenças, tanto na agricultura e pecuária, feitos à base de produtos naturais e não sintéticos. Usam-se, para isso, princípios ativos à base de plantas ou o controle biológico de pragas por meio de insetos e fungos, entre outras ferramentas.

Ministério lança política nacional de bioinsumos na agricultura

Ministério e Ipea firmam parceria ligada ao setor de bioinsumos

Segundo a ministra, tem havido um “aumento enorme” de registro de produtos com base biológica para o controle de pragas e doenças na agricultura e pecuária. “Temos tido o ingresso de novos produtos nacionais e importados nesse mercado e o surgimento de várias empresas de capital internacional e nacional”, afirmou.

Justamente para atender a este movimento, a ministra esclareceu que sua pasta teve a iniciativa de lançar o Programa de Bioinsumos antes do próximo Plano safra. “Teremos fomento a bioinsumos por meio do Inovagro e do Prodecoop”, disse ela, referindo-se às linhas de crédito subsidiado “Programa de Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Produção Agropecuária” (Prodecoop) e o “Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária” (Inovagro).

Ainda conforme a ministra, cerca de 10 milhões de hectares no Brasil já utilizam produtos de controle biológico de pragas. “Temos mais de 40 milhões de hectares cultivados com bactérias promotoras de crescimento nas plantas”, disse. Ela ressaltou, ainda, que os bioinsumos desenvolvidos dentro da nova política não serão usados apenas na agricultura orgânica, “mas por todos os produtores rurais”.

Tereza Cristina ressaltou, também, o apoio que vem recebendo do presidente Jair Bolsonaro. “Gostaria de agradecer a parceria do presidente Jair Bolsonaro, que sempre tem (se) colocado à nossa disposição, do ministério”, ressaltou, lembrando, ainda, que, quando se trata de política de bioinsumo, “está se tratando de ciência. Este ministério trabalha sempre com ciência”.

O Programa Nacional de Bioinsumos tem por objetivo ampliar e fortalecer a utilização de ativos biológicos, como fertilizantes e defensivos agrícolas, para promover o desenvolvimento sustentável da agropecuária, explicou mais cedo a pasta, em nota.

Ainda de acordo com o ministério, o programa foi desenvolvido alinhado às necessidades de inovação nos segmentos agrícola, aquícola, florestal e pecuário, a partir de uma ampla e longa discussão com diversos segmentos das cadeias produtivas do agronegócio brasileiro.

“Queremos trazer maior qualidade e confiabilidade para os insumos biológicos e, por consequência, para a produção agrícola do País, beneficiando a cadeia produtiva e o consumidor”, observou, na nota, o diretor de Inovação do ministério, Cléber Soares. Foi apresentado, além disso, o site que abrigará o programa, que pode ser acessado no link https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/bioinsumos/ .