Economia

Tomates sobram no mercado e preços têm queda de dois dígitos

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Mesmo com as temperaturas mais baixas controlando a maturação, a colheita da safra de inverno tem aumentado cada vez mais a quantidade dos frutos no mercado, explica o Cepea (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

A pandemia do coronavírus está prejudicando a venda de tomate no Brasil. Enquanto as pessoas se protegem da Covid-19, o fruto está sobrando pela baixa demanda e, muitas vezes, entrando para o processo de descarte nos pontos de venda.

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo (Cepea/Esalq/USP), entre 25 e 29 de maio, a caixa de 18 a 20 kg foi comercializada no atacado paulistano, Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG) e Campinas (SP) com médias de R$ 32,61, R$ 41,22, R$ 31,43 e R$ 37,92, respectivamente, baixas de 15,65%, 14,18%, 13,30% e 13,81%, na mesma ordem.

+ Conab: preço do tomate e da alface cai em abril com pandemia e sazonalidade
+ Preços do tomate, da batata e da alface sobem no atacado em dezembro, diz Conab 

Mesmo com as temperaturas mais baixas controlando a maturação, a colheita da safra de inverno tem aumentado cada vez mais a quantidade dos frutos no mercado, explica o Cepea, por nota.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?