Geral

Troca de abelha rainha mantém a produtividade da colmeia

Crédito: Divulgação

Em algumas situações,  é necessário esse tipo de manejo quando a rainha atinge seis meses de idade, caso o apicultor reconheça uma queda na produtividade da colmeia (Crédito: Divulgação)

Os apicultores precisam ficar atentos às suas colmeias para garantirem a continuidade da produtividade das abelhas com o passar do tempo. Por isso, é necessário realizar a troca da abelha rainha para que os demais insetos continuem a todo vapor.

Segundo a Embrapa Meio-Norte, é natural que as abelhas rainhas, ao envelhecerem, apresentem uma queda na produção de feromônios.

+ Carne de búfalo é 50% mais magra do que a de boi
+ Cana-de-açúcar produz ácido para matar inseto agressor 

+ Vaca na sombra produz 22% mais leite e com melhor qualidade 

Essa menor emissão do inseto impacta na atividade das abelhas operarias. Em média, a rainha atinge até 5 anos de vida. Mas o seu número de ovos e emissão de feromônio começam a cair com um ou dois anos de idade.
Por isso, segundo a Embrapa, é muito importante que o apicultor realize, constantemente, a troca da abelha rainha, quando esta envelhecer.

Em algumas situações, é necessário esse tipo de manejo quando a rainha atinge seis meses de idade, caso o apicultor reconheça uma queda na produtividade da colmeia.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro