• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 186 26.05Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 186 26.05Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias03/09/2021

Turismo na capital paulista cresce 18,4% em julho, diz FecomercioSP

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo03/09/21 - 12h24min

O turismo na cidade de São Paulo registrou crescimento de 18,4% em julho, impulsionado pelas férias das aulas escolares e redução das medidas restritivas contra a covid-19 na capital paulista, de acordo com Índice Mensal de Atividade do Turismo de São Paulo (IMAT-SP), do Conselho de Turismo (CT) da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), realizado em parceria com o Observatório de Turismo e Eventos da SPTuris. Com o resultado, o número-índice ficou em 63,3, o maior desde março do ano passado.

Na comparação com julho de 2020, a pesquisa mostra avanço de 85,1%, porém, nesse período, o País enfrentava o auge da pandemia de covid-19.

Com as férias do meio do ano, o faturamento subiu 48,9% em relação a junho, e setores como eventos, meios de hospedagem, agências e operadoras turísticas tiveram crescimento no mês.

A movimentação nos aeroportos da capital e região teve alta de 42,8%, assim como aconteceu nas rodoviárias, com aumento na movimentação de passageiros de 23,9%. Já a taxa de ocupação na hotelaria cresceu 11,8%, atingindo o número-índice de 76,3, o maior desde fevereiro de 2020. O estoque de pessoas trabalhando com atividades diretas e indiretas subiu 0,6% em julho, o mais alto desde maio do ano passado, apesar da pequena variação.

Embora os resultados sejam positivos, o turismo na capital ainda está 37% abaixo do momento anterior à pandemia, em janeiro de 2020.

Para Mariana Aldrigui, presidente do CT da FecomercioSP, o resultado demonstra que o turismo da capital está se recuperando lenta e consistentemente, em resposta direta ao aumento do número de pessoas vacinadas nas faixas etárias mais baixas.

A expectativa é a de que, nos próximos meses, com a autorização para realização de eventos, a recuperação do setor seja ainda maior. Contudo, Aldrigui pontua que restará o desafio de recuperar o movimento ligado ao turismo de negócios, atividade marcante e característica da capital.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
FecomercioSP